Entenda porque fugir do local do acidente pode te complicar

‘O condutor do veículo que foge do local do acidente em que há vítima comete crime, seja ele culpado ou não por tal acidente’, diz o colunista

O número de acidentes envolvendo vítimas voltou a subir nos últimos meses, provavelmente pela volta das atividades sociais.

Não é incomum vermos nos noticiários situações em que o condutor do veículo, após o acidente, foge do local, tendo ou não culpa.

A maior parte das pessoas entende com facilidade que se ausentar de uma cena de acidente em que há feridos não é o correto a se fazer. Pode-se dizer que essa atitude é moralmente errada.

Mas será que fugir do acidente com vítimas pode ter alguma outra consequência? 

O condutor do veículo que foge do local do acidente em que há vítima comete crime, seja ele culpado ou não por tal acidente.

Não importa, por exemplo, que os ferimentos da vítima sejam leves, ou, ainda, que essa tenha morrido instantaneamente: o crime ocorre da mesma forma.

Também não afasta o crime o fato de outra pessoa ter chamado o socorro ou ajudado a vítima.

Ademais, o condutor que presta auxilio a vítima, no local do acidente, não pode ser preso em flagrante, o que é um grande benefício.

Em algumas situações, o condutor acaba fugindo por medo de ser linchado pela população. Em casos assim, basta que peça socorro as autoridades oficiais, contando o que ocorreu e que existe vítima no local do acidente.

A conclusão é que fugir do local do acidente, independente de ser ou não culpado pelo acontecido, só traz malefícios. 

****DELANE SULIVAN LAUREANO

Advogado criminalista inscrito na OAB PR nº 106.054. Pós-graduando em Ciências Criminais pelo Centro Universitário Campo Real. Endereço eletrônico [email protected]  (42) 9 88039597.