Procon fiscaliza e encontra irregularidades em agências bancárias de Guarapuava

Conforme o órgão, diversas denúncias foram feitas; tempo na fila chegou a bater 1h40

Após uma onda de denúncias apontando a ausência de funcionários e o excesso no tempo de espera em unidades bancárias do município, o Procon de Guarapuava realizou uma operação com o intuito de fiscalizar quatro agências da cidade. 

Durante a fiscalização, que foi realizada entre os dias 6 e 8 de junho, foram registrados seis autos de constatação, que além de comprovarem as irregularidades das agências também servem de métrica para aplicação de multa. De acordo com a Diretora do Procon, Luana Esteche, as filas chegaram a bater 1h40 de espera. “É lamentável tamanho desrespeito aos Consumidores por parte de algumas agências bancárias da cidade, havendo um tremendo descaso dos fornecedores que insistem em descumprir a lei.”, explicou Luana.

Ainda segundo a coordenadora, é importante ressaltar, que o órgão de defesa do consumidor já havia notificado as agências bancárias da cidade para que se adequassem ao decreto municipal n° 2376/2014, que prevê como limite máximo de espera 20 minutos em dias normais e 30 minutos em dias específicos, como: dias subsequentes a feriados prolongados, dia de pagamento a funcionários públicos, dia do vencimento de faturas de serviços públicos e nos dias de recebimento de tributos públicos.   

Ainda, segundo o Procon, é necessária a manutenção dos caixas eletrônicos de algumas agências, possibilitando o aumento do atendimento, bem como realização de triagem nas filas de espera. Caso não haja o cumprimento da medida, que será imposta no dia de hoje, poderá ser aplicada multa por desobediência, com base no Código de Defesa do Consumidor, multa essa que pode chegar a mais de R$1 milhão.

*Secom/Pref. de Guarapuava