Estudantes da rede municipal voltam às aulas presenciais nesta segunda-feira

O secretário de Educação, Pablo Almeida, esteve recepcionando os alunos neste primeiro dia de aula

O ano letivo começou nesta segunda-feira (7) para cerca de 17 mil estudantes da rede municipal de ensino de Guarapuava. 

Para que o retorno das aulas de forma presencial com 100% da capacidade dos alunos aconteça de forma segura, o município elaborou um protocolo de biossegurança. 

“ Vivemos uma nova realidade em 2022, com a vacina contra a Covid-19 chegando aos nossos estudantes, com isso retomamos o nosso cronograma escolar. Estamos animados para consolidar todos os nossos projetos educacionais e apoiar todos os alunos guarapuavanos nessa retomada de aulas totalmente presenciais”, destacou o prefeito de Guarapuava, Celso Góes.  

O secretário de Educação, Pablo Almeida, esteve recepcionando os alunos neste primeiro dia de aula. “As escolas estão preparadas para esse retorno, seguindo orientações sanitárias e levando em consideração todo o cenário epidemiológico vivenciado atualmente. Nós implementamos em nossos protocolos a atuação de brigadistas que irão orientar e fiscalizar sobre as medidas sanitárias por parte dos servidores. Incluímos também a SARA, que dará suporte aos servidores e aos nossos alunos, dando orientações caso necessário. Que seja um ano levito abençoado de muito conhecimento a todos”, afirmou. 

Por volta das 11h40, Daiana dos Santos esperava a saída do filho, Leonardo Rodrigues, de 4 anos, da Escola Padre Estanislau Cebula. Ela ressaltou que entende que o ensino presencial é essencial. “Estou tranquila e feliz por esse momento. Nossos filhos passaram por dois anos difíceis fora da escola e com medo da doença. O ensino remoto ajudou muito nesse período. Mas, ainda sim vejo como as crianças tiveram dificuldade em acompanhar as aulas e os pais também sofreram. E com todos os cuidados, ensinamentos que vem de casa como não tirar a máscara na escola, vão fazer com que nossos filhos tenham uma metodologia mais fácil de aprendizado que são as aulas presenciais”, finalizou. 

PROTOCOLOS PARA O RETORNO DAS AULAS PRESENCIAIS: 

-Em casos suspeitos de COVID-19 aluno(s) na unidade de ensino, o aluno deverá seguir a quarentena em isolamento domiciliar, sem frequentar as aulas.

-Em caso de mais de um aluno(a) confirmado na mesma instituição de ensino, os servidores atuando como ponto focais irão avaliar a possibilidade de cancelamento das atividades presenciais (parcial ou total) de uma ou mais turmas;

PROTOCOLOS: Medidas de prevenção individual e/ou coletiva:

– Todas as unidades de ensino possuem dispensadores de álcool em gel devidamente abastecidos;

– Organização da equipe quanto às medidas de distanciamento físico de 1m;

– Sempre que possível as janelas e portas deverão ser mantidas abertas;

– Aprimoramos a comunicação visual adequada para proteção de contágio;

– Rotina de limpeza e sanitização pré estabelecida;

– Trabalho remoto aos servidores considerados grupos de risco (decreto n° 9125/2021)

MEDIDAS INDIVIDUAIS A SEREM ADOTADAS:

-Obrigatoriedade do uso de máscara de forma a cobrir a boca e nariz;

– Cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar;

– Higienizar as mãos sempre que possível com álcool em gel ou água e sabão;

– Evitar cumprimentos com contato;

– Sempre que possível manter o cabelo preso e evitar uso de acessórios pessoais (anéis, relógios, pulseiras, etc);

Ao retornar para casa: 

-Evitar tocar em objetos antes de higienizar as mãos;

-Tirar os sapatos e deixá-los para fora da casa, se possível;

-Deixar bolsa, mochila escolar, carteira, chaves etc. em uma caixa na entrada;

-Lavar a garrafa de água utilizada no deslocamento;

-Tomar banho ou lavar todas as áreas expostas;

-Limpar o celular e os óculos com sabão, água ou álcool;

-Limpar a parte externa da mochila ou pasta, com álcool, antes de guardar.

Deslocamento para a Unidade de Ensino de transporte escolar

-Higieniza as mãos antes de embarcar e ao desembarcar do transporte escolar;

-Evitar tocar nos olhos, nariz e boca;

-Utilizar, se necessário, lenço descartável, descartando-o em saco fechado;

-Deixar, se possível, as janelas do veículo abertas para circulação de ar;

-Usar máscara de proteção ao longo do trajeto.

O transporte escolar deve garantir a adoção das medidas sanitárias para prevenção e controle da COVID-19, adotando medidas no interior do veículo, assim como:

-Desinfecção com álcool 70% no interior do veículo;

-Aferição da temperatura no momento de entrada no veículo, e, se detectada temperatura igual ou superior a 37,1 ºC, o(a) aluno(a) não deve adentrar ao veículo e deve ser orientado aos pais ou responsáveis a procurar um serviço de saúde;

-Proibição da ingestão de bebidas e alimentos no interior do veículo durante todo o trajeto do deslocamento;

-Manutenção dos basculantes e janelas dos veículos abertas, com amplitude que permita a troca de ar sem comprometer a segurança dos passageiros. Caso, além da manutenção das janelas abertas, o veículo disponha de sistema de ar-condicionado com renovação de ar, este deve estar ativo, bem como a higienização e a substituição dos filtros em conformidade com as recomendações dos fabricantes;

-Proibição da troca de assentos entre os ocupantes do veículo durante o percurso, devendo todos os passageiros permanecer sentados durante o trajeto;

-Alunos(as) com sinais e sintomas de Síndrome Gripal sugestiva da COVID-19 não devem usar o transporte escolar.