Estado abre inscrições para residência técnica em gestão de ambientes de Inovação

Aprovados vão desenvolver atividades em instituições vinculadas ao Poder Executivo estadual. Além da gratuidade no curso, vão receber bolsa de R$ 1.900 mensais, mais auxílio-transporte

Estão abertas até 2 de janeiro de 2022 as inscrições para o novo programa de Residência Técnica em Gestão de Ambientes Promotores de Inovação do Governo do Estado. Somando 20 vagas para a Capital e cidades do Interior, a iniciativa contempla um Curso de Especialização na modalidade de educação a distância (EAD), pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro).

Podem concorrer profissionais graduados em oito áreas distintas: Administração, Agronomia, Ciências Contábeis, Ciências da Computação, Direito, Economia, Engenharia Agrícola e Engenharia de Produção. A conclusão do curso de graduação deve ter ocorrido no máximo há três anos, em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Os candidatos aprovados vão desenvolver atividades práticas em instituições vinculadas ao Poder Executivo estadual, pelo período de dois anos, compreendendo os meses de fevereiro de 2022 e janeiro de 2024. Além da gratuidade no curso de especialização, os residentes técnicos recebem bolsas-auxílio, no valor de R$ 1.900 mensais, mais auxílio-transporte.

Esse novo programa é resultado de uma ação conjunta entre a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) e a Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti). O objetivo é formar gestores para atuar no ecossistema de inovação paranaense, no âmbito do Sistema Estadual de Parques Tecnológicos (Separtec).

Para a coordenadora administrativa do programa na Unicentro, professora Sandra Mara de Andrade, essa residência técnica vai fortalecer a interação entre universidades, empresas inovadoras, governo e demais atores do ecossistema. “Os profissionais serão capacitados para usar ferramentas e metodologias estratégicas, gerando impacto positivo na competitividade dos negócios desenvolvidos no ecossistema de inovação e na qualidade de vida da população”, destaca.

O coordenador do Separtec, José Maurino de Oliveira, sinaliza o desafio para que os parques tecnológicos alcancem grau elevado de maturidade com gestão por competências. “Um diagnóstico identificou a necessidade de profissionais qualificados na gestão dos parques tecnológicos. Por isso, a relevância dessa qualificação para quem promove as conexões entre startups, mercado e universidades”, salienta.

Atualmente, o Paraná dispõe de 18 parques tecnológicos credenciados, oito deles em pleno funcionamento, cinco em processo de implantação e cinco em fase de planejamento.

VAGAS

Em Curitiba, seis residentes técnicos serão lotados na Sefa e na Seti. Os outros 14 aprovados vão atuar nos Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs) das sete instituições estaduais de ensino superior, em 13 cidades de diferentes regiões do Estado. Cada candidato deve escolher o município de interesse no momento da inscrição, de acordo com a área de atuação correspondente à formação acadêmica.

As universidades estaduais de Londrina (UEL), Ponta Grossa (UEPG) e do Norte do Paraná (Uenp) têm uma vaga cada, para as cidades de Londrina, Ponta Grossa e Cornélio Procópio, respectivamente.

As universidades estaduais de Maringá (UEM) e do Centro-Oeste (Unicentro) contam com duas vagas cada, para os câmpus da UEM em Maringá e Umuarama e da Unicentro em Guarapuava. Um dos residentes da Unicentro será designado para atividades relacionadas ao Parque Tecnológico de Pato Branco.

Já as universidades estaduais do Oeste do Paraná (Unioeste) e do Paraná (Unespar) somam três vagas cada, distribuídas nos câmpus da Unioeste de Cascavel, Foz do Iguaçu e Toledo e da Unespar em Paranavaí, Campo Mourão e União da Vitória.

ESPECIALIZAÇÃO

O curso de especialização será realizado no período de fevereiro de 2022 a janeiro de 2024, com carga horária total de 360 horas. As disciplinas contemplam matérias como gestão estratégica, governança, liderança, políticas públicas de pesquisa, desenvolvimento e inovação, modelos de negócio inovadores, instrumentos jurídicos para Ciência, Tecnologia e Inovação, fomento e sustentabilidade financeira, entre outras.

Todos os alunos vão desenvolver o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em formato de Projeto Técnico de Aplicação, ou seja, um plano de gestão para ambientes promotores de Inovação, preferencialmente com foco no local onde foram desenvolvidas as atividades da residência.

SELEÇÃO

A seleção dos candidatos ocorrerá em duas etapas: prova online (peso 90) e análise de currículo (peso 10). Na primeira etapa serão classificados os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 60 pontos.

A prova online – de caráter eliminatório e classificatório – será aplicada em duas fases, sendo a primeira com duração de 20 minutos, composta por quatro questões objetivas, valendo dez pontos cada resposta correta.

Já a segunda fase terá duração de 60 minutos e será composta por seis questões descritivas, valendo dez pontos cada resposta correta. As dez questões serão elaboradas a partir do conteúdo programático e referências constantes do edital.

QUALIFICAÇÃO

O Governo reservou 100 vagas no Curso de Especialização em Gestão de Ambientes Promotores de Inovação para 40 servidores públicos estaduais e 60 profissionais do ecossistema de inovação paranaense. A seleção desses públicos será realizada pela Secretaria de Estado da Administração e Previdência (Seap), por meio da Escola de Gestão do Paraná (EGP).

Essas vagas serão preenchidas por profissionais com formação superior em quaisquer áreas do conhecimento, em instituição reconhecida pelo MEC. Em ambas as modalidades, os interessados não podem ter frequentado no último ano (ou frequentar atualmente) outro curso de pós-graduação lato sensu ou stricto sensu com ônus para o Estado.

Serviço

Programa de Residência Técnica (Restec) e Curso de Especialização em Gestão de Ambientes Promotores de Inovação (Gapi)

Inscrições: até 2 de janeiro de 2022

Residentes Técnicos: 20 vagas – edital AQUI

Servidores públicos e profissionais do ecossistema de Inovação: 100 vagas – edital AQUI