Projeto de Resolução propõe criar a ‘Galeria Lilás’ na Câmara de Vereadores

De acordo com o texto assinado por todos os parlamentares, essa é uma forma de exaltar e reconhecer a história das mulheres vereadoras da ‘terra do lobo bravo’

O Projeto de Resolução (PR) n° 2/2022, assinado por todos os vereadores de Guarapuava, propõe criar a “Galeria Lilás” nas dependências da Câmara Municipal, visando exaltar e reconhecer a trajetória das mulheres que atuaram no Legislativo do município.

De acordo com a justificativa do texto, a ideia é que o espaço tenha garantia de caráter permanente, “assegurando o reconhecimento público desta Casa de Leis sobre o papel das mulheres na política”.

“Através deste espaço físico se manterá publicamente o acervo histórico das vereadoras que já ocuparam e que ocupam cadeiras legislativas no município, exercendo papéis sociais que lhe são de direito”, consta no projeto.

O texto cita as seguintes guarapuavanas que já compuseram as fileiras da Câmara: Carmem Silveira Izidoro (1977/1980), Marli da Rosa Góes (1993/1996), Almira Rosa Eidam Angeluci (1997/1920), Neuzi Gonçalves do Nascimento (suplente 2006), Maria José Mandu Ribeiro Ribas (2001/2020), Maria Magdalena Nerone (2001/2004), Eva Schran de Lima (2009/2012), Nerci Aparecida Guiné (2013/2016), Terezinha dos Santos Daiprai (2017/2020 – 2021/atualmente), Beatriz Aparecida Neves (2021/atualmente), Bruna Spitzner (2021/atualmente) e Cristiane Wainer (2021/atualmente).

“Foram mais de 100 anos sem a presença de mulheres nas cadeiras legislativas da política guarapuavana. Hoje, a presença simultânea de quatro mulheres compondo o Poder Legislativo faz parte de um avanço histórico para o município”, afirma a justificativa. “Esse avanço, além de ser celebrado, deve ser combustível para a continuidade da luta e busca de crescimento desses números nas próximas legislaturas”.

REPRESENTATIVIDADE
A justificativa da proposição também ressalta a relevância da Galeria Lilás quando se reflete sobre a participação feminina em cargos eletivos no Brasil.

Segundo o texto, mesmo representando cerca de 53% da população eleitoral, “a presença feminina ainda é minoria nesses espaços”.

“A história da nossa Câmara Municipal mostra que em Guarapuava essa disparidade entre a presença de homens e mulheres no Poder Legislativo é profunda. Desde a fundação desta Casa de Leis, em 9 de abril de 1853, apenas 12 mulheres foram eleitas vereadoras na história de Guarapuava, sendo que três delas exercem atualmente seu primeiro mandato”, diz o PR.

PRÁTICA
Em caso de aprovação do Projeto de Resolução, a Câmara passará a ter um espaço reservado para exposição de mural com fotos das vereadoras que já exerceram mandato em Guarapuava. Isso irá incluir, no futuro, as mulheres que venham a atuar no Legislativo.

“A Galeria Lilás ficará localizada na Ala Vereador Miguel Maciel Ribas (Ribinha), junto à entrada que dá acesso ao Plenário da Câmara Municipal, próxima à Galeria dos Presidentes”, diz o artigo 2° do projeto.

O intuito é que as fotos sejam dispostas cronologicamente, trazendo o nome da parlamentar e do período em que atuou na Casa de Leis.

TRÂMITE
O projeto está tramitando na Câmara de Guarapuava e ainda não tem previsão para ser votado. O Despacho 51/2022 indica que são necessários votos de uma maioria simples para aprovação do texto.