Falta de ciclovias no programa federal de concessão é tema de audiência pública da Frente Parlamentar sobre o Pedágio

Integrante da Frente Parlamentar, o deputado Goura (PDT) chama a atenção para a necessidade de inclusão de estrutura cicloviária e de corredores ecológicos que garantam a passagem de animais silvestres.

A Frente Parlamentar sobre o Pedágio da Assembleia Legislativa do Paraná, que discute a nova modelagem de concessões rodoviárias proposta pelo Governo Federal para o Estado, realiza mais uma audiência pública na próxima quinta-feira (06) às 9 horas para debater o tema “Pedágio: estruturas cicloviárias e passagens de fauna”. Além da tarifa pelo menor preço, obras realizadas no início da concessão e o fim da taxa de outorga e do degrau tarifário, os parlamentares defendem que a nova concessão preveja no contrato a construção de ciclovias e passagens para animais silvestres. 

A proposição é do coordenador da Frente, deputado Arilson Chiorato (PT). “Vamos tratar da ciclomobilidade em todo o Estado e também das passagens da fauna silvestre. Essa pauta é uma demanda dos cicloativistas e muita oportuna a ser discutida neste momento. O número de ciclistas tem aumentado consideravelmente nos últimos anos, principalmente nas regiões metropolitanas, onde as bicicletas são usadas como um meio de transporte alternativo e sustentável, além da prática esportiva e de lazer. Queremos discutir esse novo formato de concessão de forma ampla, porque o trânsito vai muito além dos veículos automotores”, explica Chiorato.

Integrante da Frente Parlamentar, o deputado Goura (PDT) chama a atenção para a necessidade de inclusão de estrutura cicloviária e de corredores ecológicos que garantam a passagem de animais silvestres. “São mais de três mil quilômetros de rodovias e na proposta consta a previsão de apenas 73 quilômetros de ciclovias. A maior parte das ciclovias previstas é de ambos os lados das vias. Assim, pode-se entender que a extensão coberta por infraestrutura cicloviária é 1% de toda extensão proposta para os demais veículos”, observa. Ele lembra ainda que não existem projetos para as ciclovias previstas.

A audiência será transmitida ao vivo pela TV Assembleia, site e redes sociais do Legislativo.

(Reportagem: Alep/com revisão).