Sucesso internacional em ‘La Casa De Las Flores’ e ‘Cyberpunk 2077’, Carolla Parmejeano revela os desafios de trabalhar como dubladora

A atriz, que já foi indicada ao ‘Oscar da voz internacional’, conta como se prepara para dar voz a diferentes personagens

A brasileira Carolla Parmejano é um dos grandes nomes do mundo da dublagem atualmente. A artista, que é apresentadora do programa “Próxima Parada”, no canal Woohoo e também está no elenco do filme “O Faixa Preta”, começou sua carreira atuando como dubladora e viu nessa área uma forma de desenvolver uma série de aspectos da profissão.

Já trabalhou dando voz a personagens marcantes como Delia da série “La Casa De Las Flores” da Netflix, Dra. Cho na animação “Dead Space – After Math”, a Professora Pavlova da novela colombiana “Chica Vampiro” exibida no canal Gloob.

Com uma carreira internacional de sucesso, a artista tem recebido muito destaque por suas performances. Ela recentemente foi indicada ao prêmio de melhor dubladora Internacional no Society of Voice and Arts of Science (SOVAS), que é considerado o Oscar da Voz.

A dubladora acredita que a diversidade de personagens ao longo da carreira a fez descobrir novas facetas como atriz. “Tinha personagens que eu achava que não iria conseguir fazer. Por exemplo, uma vez tive que fazer uma que era bem extravagante, algo diferente da minha realidade. A dublagem além de ser um trabalho incrível, foi uma escola pra mim e está sendo até hoje”.

Morando nos Estados Unidos desde o começo da carreira, Carolla deu os primeiros passos na dublagem trabalhando na “The Kitchen”, uma empresa de dublagem localizada em Miami, na Flórida.

A atriz conta que teve que aprender muito para se desenvolver no início. “A dublagem tem seu ‘timing’, espaço e técnicas, não é só ler. O único instrumento que você pode usar é a própria voz. Aprendi na marra, fiz aulas de voz e até de como usar o microfone. Não é fácil, mas não algo impossível”.

IDIOMAS
Ela também revela que uma das partes mais difíceis da dublagem é se adaptar às características de cada idioma. “Cada língua tem suas regras, gírias, uma maneira única de ser falada e interpretada. Quando tenho um novo personagem, já vou logo estudar a atriz que faz a voz original para saber como ela fez, o seu jeito, estudo tudo. É uma coisa que nunca tem fim, mas acho que é a melhor forma de poder interpretar e fazer o melhor trabalho possível”.

Para manter a voz sempre bem preparada para dublar é preciso ter uma série de cuidados. Carolla afirma que dependendo de cada personagem a atenção pode ser ainda maior para evitar danos ao seu principal instrumento de trabalho. “Temos que cuidar da voz, fazer exercícios, entender como ela funciona, e ser cautelosos. Às vezes tem personagens que choram ou gritam muito, então os cuidados acabam sendo maiores. Não bebo nada gelado quando estou gravando, sempre tento não gritar, isso ajuda a manter o tom, deixa a voz limpa e descansada”.

(Foto: Thomas Lynch)

JOGO
Sempre aberta para novas possibilidades, Carolla recentemente participou da dublagem e da captura de movimentos de um dos jogos mais comentados dos últimos anos, o game “Cyberpunk 2077”.

“Em ‘Cyberpunk 2077’ interpretei quatro personagens, cada um era bem diferente do outro. Minhas aulas de dublê ajudaram muito, a parte mais difícil foi fazer as coreografias de luta com os fios agarrados ao corpo, fora os pontinhos no meu rosto para capturar as expressões. O profissionalismo do estúdio e dos outros atores me ajudou bastante, esse é um dos meus melhores projetos”, conta.

SUPERAÇÃO
De babá no exterior a atriz de carreira internacional. Carolla Parmejano venceu a obesidade, o bullying e é um exemplo de superação e versatilidade. Além de atriz, é dubladora, modelo e até dublê. Seus inúmeros atributos a levaram a um extenso currículo que vai desde clipes até longa-metragens e dublagem de programas infantis.

A brasileira que mora nos Estados Unidos teve a novelinha teen “Chica Vampiro” como uma virada em sua carreira, onde deu voz a Professora Pavlova na versão nacional. Além disso, foi coadjuvante nas séries “Onde está Elisa?”, “Alguém olha para você”, “Aurora” e “A casa ao lado”. Atuou em comerciais para grandes marcas, esteve em um videoclipe da cantora Jennifer Lopez, fez alguns ensaios fotográficos e entre muitos outros trabalhos.

*****Siga o perfil da dubladora no Instagram