Pequenos produtores rurais de Guarapuava recebem matrizes de galinhas poedeiras

Segundo a Secretaria de Agricultura, a meta é saltar de seis para 30 produtores certificados de ovos caipiras no menor tempo possível

Na última segunda-feira (2 de maio), o produtor rural José Paes de Camargo e seu filho, Marlon Henrique Freski Camargo, moradores da localidade de Monte Alvão, em Guarapuava, receberam 400 matrizes de pintainhos fêmeas que serão produtoras de ovos caipiras na propriedade. 

Conforme José Paes, que trabalha com produção de verduras e legumes no terreno de quase quatro hectares, produzir ovos caipiras, de uma forma diferenciada, foi uma maneira encontrada pela família de diversificar a produção no pequeno sítio. “Na verdade, quem vai tocar essa produção de ovos é o meu filho. Nosso terreno é pequeno e trabalhar com várias atividades é o ideal, para manter o sustento da família e ganhar um pouco mais”, contou José.

Marlon, por sua vez, disse que de início, sentiu um pouco de apreensão em iniciar o novo trabalho. No entanto, depois das orientações de profissionais, se sentiu confiante em exercer a nova atividade que somará com a produção de hortaliças. “Sempre tivemos galinhas, mas soltas. Agora, não. Existe todo um cuidado para a manutenção e o tratamento dessas poedeiras. Eu tive muita ajuda e orientação técnica desde a construção do aviário, dos cercados ao redor e, por isso, estou muito confiante que a produção de ovos caipiras vai dar muito retorno”, pontuou Marlon.

O veterinário Carlos Eduardo Valandoff, um dos responsáveis por auxiliar os produtores neste projeto, destacou que há um cuidado diferenciado desde a construção do aviário e dos cercados no entorno, passando pelo manejo dos animais, visando sempre a melhor maneira de aproveitar o espaço e a alimentação distribuída para as poedeiras. “É preciso ter muito cuidado desde a construção do aviário, até o manejo correto dos animais, sobretudo, quando já estão em idade de postura. A cada ciclo, é preciso transferir as galinhas de um lugar para outro para que elas se sintam livres e sem estresse para que assim, produzam muito mais”, descreve.

O secretário municipal de agricultura, Itacir Vezzaro, acompanhou a entrega dos animais e frisou sobre a importância das parcerias para o desenvolvimento de atividades dessa natureza no município. “Essa visita é, na verdade, mais uma entrega do lote dos animais do projeto de produção de ovos caipiras. Estamos aqui com todas essas matrizes de pintinhos recriados, de galinha de postura. São 400 animais que foram comprados pelo Marlon. O veterinário Carlos Eduardo fez todo o projeto do galpão para a produção dos ovos aqui no Monte Alvão. É uma oportunidade de negócio e diversificação das atividades dos agricultores”, explicou o secretário.

COMERCIALIZAÇÃO

Daqui a cinco meses, as matrizes começam a produzir ovos. A produção é repassada para a Cooperativa Agrária Mista dos Micros e Pequenos Produtores de Guarapuava e Região (COMMICRO), para a classificação.

Depois de embalados, os ovos são entregues à Central de Associações Rurais do Município de Guarapuava (CARMUG) que fará a distribuição do produto em diversos locais do município, como Feira Solidária, merenda escolar, Feira do Produtor, além de mercados e outros pontos comerciais.

Atualmente, são seis os produtores certificados de ovos caipiras no município. A meta, conforme a Secretaria de Agricultura, é chegar a 30 produtores no menor tempo possível.

***Secom/Pref. de Guarapuava com revisão