Valdomiro Saldanha precisa de ajuda para vencer a leucemia

O morador de Campo Mourão luta contra a doença há dois anos; um pedágio solidário ocorre neste sábado (27) para arrecadar fundos para o tratamento; veja como ajudar

Neste sábado (27 fevereiro), um pedágio solidário será realizado em Campo Mourão. O objetivo é arrecadar recursos para o tratamento de Valdomiro Saldanha Santos Júnior (31 anos).

Ele é portador de leucemia há dois anos e precisa comprar um medicamento que faz parte do tratamento. Antes dos problemas de saúde, o mourãoense trabalhava como técnico agrícola, mas hoje está afastado das atividades.

Assim que descobriu a doença – em 11 de agosto de 2018 -, Valdomiro iniciou o tratamento em Campo Mourão. Depois, foi transferido para o Hospital do Câncer de Maringá onde iniciou as quimioterapias. Lá, conseguiu ficar com uma taxa baixa da doença, mas que depois acabou voltando.

Ao CORREIO, a esposa dele, Andressa Ariane de Oliveira, conta que em 2019 ele fez um transplante de medula, mas meses depois a doença retornou. “Depois de sete meses, a doença voltou e se instalou no sistema nervoso central. Aí, além da quimioterapia, ele teve que começar a fazer radioterapia e não obteve muito sucesso também”, conta Andressa.

TRATAMENTO
De acordo com a esposa de Valdomiro, após o transplante e o retorno da leucemia, a doença ficou resistente e permaneceu na faixa de 40% a 50%. Os médicos receitaram um medicamento com valor muito alto, a Azacitidina.

“A gente fez a vaquinha online, conseguiu arrecadar o valor e conseguimos fazer a primeira dose dela. São 14 ampolas de R$ 1,2 mil cada, totalizando R$ 16 mil”, explica
Agora, a doença se instalou no fígado do paciente, deixando o caso mais grave. Como é imprescindível, a família e amigos estão buscando meios para comprar a outra dose.

COMO AJUDAR
Um pedágio solidário está sendo organizado para arrecadar recursos para a compra do medicamento. A ação acontecerá neste sábado (27), a partir das 9h, no semáforo da Comercial Ivaiporã de Campo Mourão.

Mas, para quem não é da cidade e gostaria de ajudar, a família disponibiliza uma conta bancária. Qualquer valor é importante para a manutenção do tratamento: banco Bradesco; PIX: 44998864317; agência: 179; conta corrente: 306151-5; Andressa Ariane Oliveira.