MPPR pede que Ibama faça audiências públicas em todos os municípios no traçado da Ferroeste

Guarapuava, Candói, Cantagalo, Inácio Martins, Irati, Laranjeiras do Sul, Marquinho e Nova Laranjeiras estão entre as 41 cidades afetadas

O Ministério Público do Paraná enviou ofício à Superintendência Estadual do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para que sejam realizadas audiências públicas em todos os municípios que serão afetados pelo projeto de ampliação e revitalização da Estrada de Ferro Paraná Oeste (Ferroeste). O documento considera as normas em vigor, que exigem a realização das audiências antes que sejam emitidas as licenças ambientais necessárias para a realização do empreendimento.

Serão 41 os municípios paranaenses afetados pelo Corredor Oeste de Exportação pretendido pela companhia ferroviária: Araucária, Assis Chateaubriand, Balsa Nova, Campo Bonito, Candói, Cantagalo, Cascavel, Catanduvas, Céu Azul, Contenda, Fazenda Rio Grande, Fernandes Pinheiro, Goioxim, Guaíra, Guaraniaçu, Guarapuava, Ibema, Inácio Martins, Irati, Lapa, Laranjeiras do Sul, Mandirituba, Maripá, Marquinho, Matelândia, Medianeira, Morretes, Nova Santa Rosa, Nova Laranjeiras, Palmeira, Paranaguá, Porto Amazonas, Santa Tereza do Oeste, Santa Terezinha de Itaipu, São João do Triunfo, São José dos Pinhais, São Miguel do Iguaçu, Terra Roxa, Toledo, Tupãssi e Vera Cruz do Oeste.

O documento é assinado pela Promotoria de Justiça de Proteção ao Meio Ambiente da capital e por seis regionais (Curitiba, Paranaguá, União da Vitória, Ponta Grossa, Cascavel e Foz do Iguaçu) do Grupo de Atuação Especializada em Meio Ambiente, Habitação e Urbanismo do MPPR.

***Assessoria MPPR