Guarapuava tem queda de casos e da taxa de mortalidade, diz secretário

Em um encontro virtual com a imprensa, o secretário de Saúde, Jonilson Pires, avaliou que os resultados dos últimos decretos é positivo, já que houve estabilização e, depois, redução dos casos de Covid-19

O secretário municipal de Saúde, Jonilson Pires, durante um encontro virtual com a imprensa nesta segunda-feira (7), falou sobre o cenário epidemiológico de Guarapuava. O município adotou o sistema de bandeiramento para avaliar a pandemia da Covid-19 e determinar ações semanais de enfrentamento à doença. 

De acordo com o titular da pista, o resultado das últimas semanas, que tiveram decretos que restringiram a circulação de pessoas, é positivo. Essas medidas começaram a vigorar no dia 19 de maio e seguiram até o último domingo (6). 

“A gente começou a notar uma estabilização e, nos últimos sete dias, a gente observou decréscimo nos casos positivos e na taxa de mortalidade”, pontuou Jonilson. 

Ao longo desta semana, até o próximo domingo (13), o município deve permanecer na bandeira laranja. Entre as mudanças está a reabertura do comércio, que pode funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, e no sábado, das 8h às 13h. 

“É uma diminuição boa, mas não é uma coisa que nos deixa tranquilos, com serenidade, para transcorrer o mês todo, porque é muito sazonal”, afirmou, ressaltando que, em uma semana pode ocorrer uma queda de casos, e, em outra, um crescimento abrupto. “Mas o resultado nestas semanas de vigência dos decretos é positivo”. 

FREEZERS

A Energisa Sul-Sudeste entregou, nesta segunda-feira, três freezers para a Secretaria Municipal de Saúde, que serão utilizados para o armazenamento de vacinas contra a Covid-19. Segundo Jonilson, os equipamentos irão armazenar as doses da Pfizer.

“Esses três freezers vêm contribuir de uma forma muito positiva. Nós estávamos utilizando de uma forma temporária a estrutura do Ipec [Instituto de Pesquisa para o Câncer], mas com esses freezers a gente vai conseguir aumentar nossa capacidade de receber vacinas da Pfizer, de acondicioná-las de forma adequada e oferecer para a população”, disse o secretário.