Guarapuava poderá ter três dias seguidos de céu claro; virada do ano deve ser sem chuvas

Somente na próxima segunda-feira (3 janeiro), existe a possibilidade de cair água no terceiro planalto paranaense

A previsão do tempo aponta para três dias seguidos de céu claro e sem chuvas em Guarapuava. É o que mostra o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), em consulta na manhã desta quinta-feira (30 dezembro).

Segundo o sistema, esse horizonte está previsto para sexta-feira (31 dezembro), sábado (1º janeiro) e domingo (2 janeiro). Ou seja, inclui a virada de ano para 2022.

Nessas datas, a probabilidade de ocorrência de chuva para Guarapuava é zero, com 0.0 mm. E as temperaturas ficam entre 16º C (mínima) e 32º C (máxima).

Somente na próxima segunda-feira (3 janeiro), existe a possibilidade de cair água na maior cidade do terceiro planalto paranaense. Aliás, probabilidade de 96%, segundo o Simepar; mas apenas 1.2 mm esperado.

Já para todo o Paraná, no último dia de 2021 o tempo segue sujeito a chuvas no Paraná. Na maioria das regiões paranaenses a instabilidade ganha força a partir da tarde, devido ao tempo abafado. “Calor mais significativo no oeste e no noroeste do Estado. Risco de tempestades continua elevado, especialmente no interior. Tendência de as chuvas perderem força com a chegada da noite (pouca chuva próximo à meia-noite)”, diz o Simepar.

Vale lembrar de que se trata de uma estimativa do sistema, que pode se confirmar ou não; portanto, sujeito a mudanças climáticas de última hora.

HOJE
Nesta quinta-feira (30), no Paraná, o tempo segue com tendência de maior instabilidade na atmosfera.

“A massa de ar que predomina no Estado é úmida e aquecida, condições que propiciam o desenvolvimento de nuvens de chuva em vários momentos do dia e nos diversos setores. De modo geral, o tempo segue mais abafado, mas as temperaturas já não ficam tão altas como no início da semana”, complementa o Simepar.

“Chuvas de intensidades fracas a moderadas seguem ocorrendo principalmente entre as regiões dos Campos Gerais, leste e no norte do estado. No oeste, neste final de manhã, pequenos núcleos isolados de chuva começam a se intensificar”, aponta o meteorologista Paulo Ricardo Bardou Barbieri, via site do instituto.