Energisa Sul-Sudeste promove separação de resíduos e incentiva trabalho de cooperativas

No ano passado, unidades da Energisa Sul-Sudeste encaminharam 255.277 kg de recicláveis para cooperativas

Contribuir para mitigar os impactos ambientais, promovendo a conscientização e a disseminação de práticas sustentáveis. Com esse propósito, a Energisa Sul-Sudeste vem colhendo bons resultados do seu programa interno de coleta seletiva. Uma vez que responsabilidade ambiental sempre esteve entre as premissas da distribuidora, a separação dos resíduos gerados na sede e nas unidades regionais já é parte da rotina da Energisa, que destina os materiais recicláveis a cooperativas locais.

Para não deixar que a prática perca força diante da agitada rotina, o tema reciclagem é constantemente trabalhado com os colaboradores, fornecedores e prestadores de serviços, que são chamados à responsabilidade de separar o lixo dentro e fora da empresa.

“Queremos que nossos colaboradores compreendam a importância da separação e descarte correto dos resíduos. Quando separamos o que é reciclável do que não é possível reaproveitar, contribuímos com a diminuição da extração dos recursos da natureza e também com a redução das emissões de gases de efeito estufa, que colaboram para o aquecimento global e mudanças climáticas”, detalha a engenheira de Meio Ambiente da Energisa Sul-Sudeste, Rosemary Machado Alves Meger.

E as iniciativas de conscientização têm dado certo. Ao longo de 2020, nas unidades da Energisa Sul-Sudeste foram 255.277 kg de resíduos recicláveis coletados, que receberam a destinação correta por meio de cooperativas. “Enviamos para os aterros apenas uma parte do que descartamos, não sobrecarregando a capacidade e vida útil desses locais”, enfatiza a engenheira de Meio Ambiente.

Em Guarapuava, os resíduos reaproveitáveis são enviados para Reciclasol (Cooperativa de Trabalho Solidário para Coleta Seletiva e Reciclagem de Resíduos Sólidos).

“Mais que disponibilizar coletores personalizados para facilitar a separação dos resíduos, nossa ideia é levar o público interno da Energisa a assumir o seu papel na responsabilidade ambiental. Então, fixamos informativos em locais estratégicos, com orientações e indicações atualizadas sobre como está o processo de reciclagem dentro da empresa”, explica Rosemary.

Para fortalecer as práticas sustentáveis, coleta seletiva e outros temas relacionados ao meio ambiente são debatidos rotineiramente dentro da Energisa por meio dos diálogos diários de segurança (DDS), reuniões setoriais e atividades de integração dos novos funcionários.

SOBRE A ENERGISA
Com 116 anos de história, o Grupo Energisa é o maior privado do setor elétrico com capital nacional e também o maior na Amazônia Legal. Uma das primeiras empresas a abrir capital no Brasil, a companhia controla 11 distribuidoras em Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Paraná, Rondônia e Acre. Com receita líquida anual de R$ 18 bilhões (2020), o Grupo atende a 8 milhões de clientes (o que representa uma população atendida de mais de 20 milhões de pessoas) em 862 municípios de todas as regiões do Brasil, além de gerar cerca de 20 mil empregos diretos e indiretos.

Com a missão de transformar energia em conforto, desenvolvimento e oportunidades de forma sustentável, responsável e ética, a Energisa atua com um portfólio diversificado que engloba distribuição, transmissão, serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções), serviços especializados de call center (Multi Energisa), comercialização de energia (Energisa Comercializadora), soluções em energias renováveis (Alsol) e agora a fintech Voltz, que entra no mercado de contas digitais.