Audiência pública aborda a implantação de Samu regional em Guarapuava

Implantação da unidade para atendimento à 5ª Regional de Saúde foi apresentada pelo secretário estadual Beto Preto na Câmara Municipal. A Regional de Guarapuava abrange 20 municípios

A implantação de uma unidade do Samu Regional em Guarapuava foi apresentada pelo secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, nesta sexta-feira (7), em audiência pública na Câmara Municipal da cidade. Prefeitos, vereadores, secretários municipais de Saúde e deputados ressaltaram a importância da estrutura para o atendimento da 5ª Regional de Saúde.

O Governo do Estado pretende implantar a unidade e uma das etapas é o pacto com todos os municípios da regional. “Seguindo a orientação do governador Ratinho Junior, estamos viabilizando ações em todo o Estado para promover a descentralização da saúde, que é propriamente a regionalização, trazer o serviço para mais perto da casa das pessoas”, disse Beto Preto.

A 5ª Regional de Saúde, de Guarapuava, abrange 20 municípios e é a única que ainda não possui um Samu Regional, contando neste momento com um Samu municipal.

O secretário anunciou o envio de 17 novas ambulâncias adquiridas pelo Governo do Estado para atendimento na região. “Serão 12 ambulâncias de suporte básico e cinco de suporte avançado, em um investimento que o Estado está antecipando este aporte ao atendimento de urgência e emergência na região de Guarapuava”, afirmou Beto Preto.

ESPECIALIDADES 

O Governo do Estado também já aportou R$ 10 milhões para a obra do Ambulatório Médico de Especialidades (AME). Os consórcios municipais de saúde, juntamente com a Secretaria da Saúde, estão discutindo o perfil assistencial.

O prefeito de Guarapuava, Celso Góes, destacou a relevância da discussão para o fortalecimento regional de saúde. “Não podemos pensar em saúde municipal, precisamos pensar em saúde regional. Contamos com grandes investimentos do Governo do Estado, como o hospital regionalizado e o Ambulatório Médico de Especialidades para atendimento aos paranaenses”, disse.

HOSPITAL REGIONAL 

Beto Preto também falou sobre a orientação do governador em acelerar a finalização de três hospitais regionais no ano passado, para atendimento exclusivo a casos suspeitos ou confirmados de coronavírus. Um deles foi o Hospital Regional de Guarapuava, uma obra de mais de R$ 55 milhões. Em equipamentos e mobiliário já foram investidos R$ 18 milhões. A instituição conta com 40 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Também tiveram a finalização antecipada, e foram abertos no ano passado, os hospitais regionais de Telêmaco Borba e Ivaiporã, ambos para atender casos de Covid-19.

“O governador disse que não queria nenhuma obra parada. E diante da demanda da pandemia, abrimos as portas do Hospital Regional de Guarapuava. Hoje, diversas vidas foram e estão sendo salvas. É com esse espírito que estamos descentralizando as estruturas”, reiterou Beto Preto.

PRESENÇAS 

Também participaram da audiência o diretor-geral da Secretaria de Estado da Saúde, Nestor Werner Junior; o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona; os prefeitos de Turvo, Jerônimo Gadens, e Pitanga, Dr. Maicol; o presidente do Consórcio Regional de Secretários Municipais de Saúde e secretário municipal de Saúde de Laranjeiras do Sul, Valdecir Valik; a diretora da 5ª Regional de Saúde, Eliane Harmuch; e os deputados estaduais Cristina Silvestri e Artagão Junior.