Polícia Civil prende estelionatários que aplicavam ‘golpe do cartão clonado’, em Guarapuava

De acordo com a Polícia Civil, eles foram detidos enquanto recolhiam um cartão de uma vítima no bairro Industrial

A Polícia Civil de Guarapuava, por meio da seção de estelionatos da 14ª Subdivisão Policial (SDP), prendeu dois estelionatários em flagrante nesta terça-feira (20). 

Em nota encaminhada à imprensa, a Civil relata que os presos, que são naturais do Estado de São Paulo, fazem parte de uma organização criminosa e aplicavam o “golpe do motoboy” ou “golpe do falso cartão clonado”. 

De acordo com a Polícia Civil, eles foram detidos enquanto recolhiam um cartão de uma vítima no bairro Industrial. “Na ação também foram apreendidos um veículo Renault/Logan de cor cinza, diversas máquinas de cartões, celulares e outros objetos utilizados para a prática criminosa”, afirma em nota. 

Durante o golpe, os criminosos se passam por representantes de algum banco, ligam para as vítimas e dizem que o cartão foi clonado e que estão ocorrendo tentativas de saques e compras. Dessa forma, convencem a vítima a passar senhas e informam que um motoboy vai recolher os cartões. “Somente após verificar as contas bancárias é que a vítima se dá conta de que foi enganada e teve prejuízos financeiros”, completa. 

FALSIDADE

A Polícia Civil alerta que todo o cenário, desde a ligação, a música de espera e outros elementos, servem para dar aspecto de legalidade ao suposto contato bancário, mas que nenhuma instituição bancária faz recolhimento de cartões, sejam clonados, vencidos ou com quaisquer tipos de falhas. “Ainda, é importante esclarecer que os bancos não solicitam as senhas do cliente durante os atendimentos”. 

Em Guarapuava, os trabalhos de investigação continuam para apurar outros envolvidos nos golpes. Os dois homens presos permanecem à disposição da Justiça. 

Com informações da Polícia Civil de Guarapuava.