Polícia Civil e CGU prendem pessoas procuradas pela justiça que buscaram auxílio emergencial

Ao menos cem pessoas foram presas durante as ações, que tiveram início na segunda-feira (16) e foram finalizadas nesta quinta (19), em todo o Estado. Dentre os presos estão foragidos por crimes de roubo, homicídios, tráfico de drogas e outros. As diligências seguem a fim de localizar outros procurados

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) e a Controladoria Geral da União (CGU) realizaram operação para cumprimento de mandados de prisão de pessoas que receberam o auxílio emergencial e são procuradas pela justiça. Ao menos cem pessoas foram presas durante as ações, que tiveram início na segunda-feira (16) e foram finalizadas nesta quinta (19), em todo o Estado. Dentre os presos estão foragidos por crimes de roubo, homicídios, tráfico de drogas e outros. As diligências seguem a fim de localizar outros procurados.

Durante a operação, o trabalho da CGU consistiu em fazer a identificação de pessoas que solicitaram auxílio emergencial e que são procuradas pela Justiça. A PCPR foi responsável por fazer as investigações, apontar a localização dos procurados e distribuir a todas as unidades do Estado, responsáveis pela captura.

O governo federal pagou parcelas do auxílio emergencial em valores de R$ 600 e R$ 1.200 para pessoas inscritas no Cadastro Único (CadÚnico). Os valores seriam destinados originalmente aos trabalhadores informais, autônomos, microempreendedores individuais (MEI) e contribuintes da Previdência que ainda não possuíam informações no CadÚnico.