PEG é a unidade que mais ofertou cursos profissionalizantes para presos no Paraná

Segundo levantamento do Instituto Mundo Melhor, os detentos da Penitenciária Estadual de Guarapuava (PEG-UP) finalizaram 1.315 cursos

A Penitenciária Estadual de Guarapuava – Unidade de Progressão (PEG-UP) foi a unidade prisional que mais disponibilizou cursos aos detentos no Paraná e a segunda no Brasil.

Segundo levantamento do Instituto Mundo Melhor (IMM), o município que desponta em primeiro lugar é Manaus (AM), com 2.138 cursos; na sequência, aparece Guarapuava (PR), com 1.315, Itajaí (SC), com 830, Curitiba (PR), com 624, e São Luís do Maranhão (MA), totalizando 396 cursos finalizados.

O vice-diretor da PEG-UP, Paulo Bilek, ressalta que fica muito feliz com os resultados obtidos e que mostra o esforço feito por todos os profissionais da unidade e seus parceiros. 

“Embora não trabalhemos na perspectiva de atingir índices ou ranking, a notícia nos enche de entusiasmo e nos leva a acreditar que um trabalho conjunto, envolvendo muitos parceiros e colaboradores, pode ser a melhor pedagogia adotada em uma Unidade de Progressão. Com o objetivo de sempre tornar o tempo de privação um tempo produtivo e capaz de promover melhores condições de reinserção social dos apenados”, salienta.

Paulo lembra que são muitos os fatores que contribuíram para o êxito nessa ação, entre eles o apoio da direção e do setor de segurança da unidade em promover a educação como um dos pilares na prática cotidiana e o esforço conjunto da polícia penal e da pedagogia para garantir a frequência e acesso dos alunos.

“Também destacamos a organização pelo setor de pedagogia da unidade de uma logística no acesso e atendimento do telecentro, seleção dos participantes, treinamento do preso monitor, organização do espaço, mediação  de forma ágil na busca pela superação de dificuldades e limitações”, reitera. “Além da compreensão de todos os colaboradores de que o telecentro é um espaço de conhecimento e, assim, proporcionar a otimização do tempo de permanência dos apenados nesse espaço”.

CURSOS

Desenvolvido pela Woli Treinamento e Consultoria de Araxá (MG), com certificação acadêmica da Faculdade de Gestão Woli (FGW), o ambiente virtual de aprendizagem pode ser acessado de qualquer lugar e oferece mais de 230 cursos dentro de cinco eixos: educação, saúde e bem-estar, administração e empreendedores, governança doméstica e informática e línguas.

O vice-diretor da PEG afirma que logo novos cursos da plataforma Fanduca serão disponibilizados pela unidade. “Ressaltamos que dificuldades existem e são muitas, mas trabalhamos com a visão de ‘vencer o dia de hoje’ e, quando percebemos, fizemos o que foi possível. Temos ainda como objetivo educacional que os apenados da PEG-UP tenham acesso a muitos mais cursos de qualificação e ensino superior dentro da unidade”, finaliza.

*****Lucas Herdt, especial para CORREIO