Após novos decretos, Câmara volta a ter sessões virtuais

Em nota encaminhada à imprensa, a assessoria do Legislativo pontua que a decisão foi tomada entre o presidente João Napoleão (Podemos), a mesa executiva e os vereadores do município

A Câmara de Vereadores de Guarapuava voltará a realizar suas sessões ordinárias de forma virtual. A decisão veio em um cenário de aumento de casos da Covid-19 e endurecimento das medidas de prevenção à doença, inclusive com o fechamento dos estabelecimentos não essenciais – a nível municipal e estadual. 

Em nota encaminhada à imprensa, a assessoria do Legislativo explica que a decisão foi tomada entre o presidente João Napoleão (Podemos), a mesa executiva e os vereadores guarapuavanos, buscando contribuir com a prevenção ao coronavírus. 

“A situação dos casos de Covid-19 fugiu do controle e se cada órgão, entidade, não fizer a sua parte, ficará ainda pior. Estamos todos muito próximos desse vírus e precisamos agir com precaução”, destaca Napoleão.

O presidente afirma ainda que a medida não prejudica o andamento dos trabalhos da Câmara e demonstra o cuidado com a tramitação de todos os documentos no Legislativo Municipal. “Os vereadores continuarão se reunindo para apreciar todos os projetos e não atrasar nenhum processo, no que depender deste Poder”, ressalta.

DECRETO

Um decreto publicado também determina que os servidores do Legislativo cumpram sistema de rodízio, com escala entre trabalho presencial e teletrabalho, para reduzir o número de pessoas circulando no prédio.

A sessão de segunda-feira (1° março) começará às 17h e poderá ser acompanhada através do Canal Legislativo e do canal da Câmara no Youtube.

Na pauta de votações, há um documento em 2ª discussão e votação. Trata-se do Projeto de Lei Ordinária nº 2 de 2021, de autoria do Chefe do Poder Executivo, que altera a denominação do aeroporto de Guarapuava.

As informações são da assessoria da imprensa da Câmara Municipal.