Segundona 2022: Clubes iniciam neste domingo (22) a briga pelo acesso

Na partida de ida, PSTC e Aruko se enfrentam em Cornélio Procópio; e Foz do Iguaçu e Andraus Brasil duelam na Fronteira do Oeste. A volta será no próximo dia 29. Vale vaga na final e na elite do Paranaense

Mais do que uma vaga na final do Paranaense da 2ª Divisão, os jogos do mata-mata valem o passaporte para a elite do futebol paranaense em 2023. Quem conseguir se classificar à decisão, sobe automaticamente para a 1ª Divisão.

No entanto, a qualificação somente se definirá em 180 minutos, pois PSTC, Aruko Sports Brasil, Foz do Iguaçu e Andraus Brasil precisarão disputar dois jogos (ida/volta) para tentar a classificação à disputa pelo título da Divisão de Acesso. A 1º rodada é neste domingo (22); e a 2ª rodada, dia 29.

Segundo o regulamento, os finalistas serão aqueles que somarem mais pontos nesses dois embates da semifinal. Mas, caso haja, ao término da segunda partida, igualdade de pontos ganhos, será considerado como primeiro critério de desempate o saldo de gols e, persistindo o empate, a decisão da vaga será nos pênaltis.

A ida está programada para o mesmo dia e horário: neste domingo (22 mai 2022), às 15h30. Em Cornélio Procópio, no Norte do Paraná, PSTC receberá o Aruko no Estádio: Mun. Ubirajara Medeiros. Já na região da Fronteira, no Oeste, Foz do Iguaçu e Andraus jogam no ABC.

Curiosamente, tanto a equipe maringaense quanto a procopense começaram mal o campeonato. Ambas perderam nas duas rodadas iniciais. Mas, depois, reagiram com vitórias e a busca pelo G4. Enquanto o Samurai Black teve melhor desempenho ao longo da Segundona, terminando na liderança; o PSTC ainda titubeou em alguns momentos e se classificou em 4º lugar na última rodada da 1ª fase, dentro do limite da pontuação.

No confronto direto, equilíbrio entre os times na 1ª fase. Em 30 de abril, Aruko e PSTC ficaram no zero a zero em partida disputada em Cornélio Procópio.

FOZ X ANDRAUS

Por sua vez, o Azulão da Fronteira leva vantagem no histórico recente contra o Andraus. Pela 5ª rodada da 1ª fase, o Foz comandado pelo técnico Charles Araújo venceu o adversário de Campo Largo (1 a 0) em jogo disputado no Oeste.

“É um adversário bem postado taticamente e com tradição. O torcedor pode ter certeza que verá um grande jogo no ABC neste domingo”, analisa o empresário iguaçuense Arif Osman, via redes sociais do Azulão

Na 1ª fase, o Foz passou pelo Andraus, vencendo (placar de 1 a 0). Mas agora é outro campeonato (Foto: Ricardo Azevedo/JNT)

ELITE
Conhecido como clube formador, o PSTC (sigla para Paraná Soccer Technical Center), cujo centro de treinamento fica em Londrina, já teve o gostinho de jogar na 1ª Divisão. Mas durou apenas a temporada de 2020, quando terminou em penúltimo lugar e voltou, no ano seguinte, à Divisão de Acesso.

De lá para cá, tenta a elite. Para tanto, deposita suas fichas no trabalho de Reginaldo Vital, técnico com experiência em acessos.

Outro com a mesma tarimba é Rafael Andrade, que comanda atualmente o Aruko. Aliás, este time maringaense vive ascensão meteórica. Criado em dezembro de 2020, já conquistou o título da 3ª Divisão (2021) logo em seu primeiro ano no profissional.

Após um período de inatividade e queda de divisão, o Foz do Iguaçu voltou com tudo no ano passado, conquistando o acesso e o vice-campeonato em final contra o Samurai Black. É um clube de tradição (fundado em 1995) que mira a 1ª Divisão.

E o Andraus Brasil pode ser considerado o azarão da Segundona, como em outros anos. No início dos campeonatos, pouca gente fala nesse time de Campo Largo; mas depois, ele cresce e costuma incomodar os rivais. Fundado em 2003, pode cravar seu primeiro acesso à elite, caso passe pelo Foz.