Liga de Futebol de Guarapuava promove campeonato amador adulto e juvenil

Os campeonatos serão disputados por oito equipes, sendo cinco de Guarapuava e três da região; o presidente da entidade, Fernando Guiné, deu mais detalhes em entrevista ao CORREIO

A Liga de Futebol de Guarapuava (LFG) promove a partir de julho mais dois campeonatos amadores, nas categorias adulto e juvenil com times locais e de cidades da região. Serão oito equipes que jogarão o torneio que tem como maior prêmio, a vaga para a Taça Paraná para quem for campeão. A previsão é de que o campeonato comece em 17 de julho.

Em entrevista ao CORREIO, o presidente da LFG, Fernando Guiné, contou como foi o arbitral e quais as equipes vão disputar os campeonatos. “Temos a satisfação de contar com oito equipes nesta retomada, e destas, cinco de Guarapuava e três da região, já que nós somos uma liga regional desde o início deste ano, com 31 municípios de abrangência”, destacou.

De Guarapuava, participarão o AAFG/Ajax, o Nacional/Águia, Danúbio, Madeirit e o Guarapuava Futebol Clube. Os outros três são o Independente de Rio Azul, o Passatempo de Teixeira Soares e o Pitangão de Pitanga. “Nós fizemos um sorteio muito transparente e uma fórmula muito interessante, inclusive com tecnologia onde cada equipe teve um número sorteado e posteriormente qual equipe corresponderia àquele número. E numa tabela aleatória pré-concebida e proporcional, na medida em que era sorteado, já aparecia na tela quem era o um, quem era o dois”.

O campeonato será disputado em sete rodadas, com os jogos de ida e a segunda fase jogada pelos quatro primeiros classificados. Conforme Guiné, jogarão o primeiro contra o quarto colocado e o segundo contra o terceiro. Destes cruzamentos sairão os finalistas. “Na segunda fase e na final, ida e volta”, explicou sobre os jogos.

Por ser um campeonato federado, ligado à Federação Paranaense de Futebol (FPF), os atletas das duas categorias aparecem no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). “Vai ser muito legal por questão de organização”. Sobre a parceria com a Federação, Guiné afirma que a relação entre a entidade e a Liga é muito boa. “Nós vamos tentar, se não para esse ano, para o ano que vem, reivindicar que sejam dois representantes, o campeão e o vice”.

Foto: Redação/Correio

PREMIAÇÃO
A Liga de Futebol de Guarapuava trabalha com uma visão de sustentabilidade, onde o que seria um prêmio em valor no final do campeonato, será dividido durante todo o campeonato e para todos. Os valores obtidos através de patrocínios serão colocados em nove cotas, divididas entre a Liga e os oito times participantes.

“Aí, eles já estão recebendo valores, além de eventos, ações que vamos fazer. Nós sempre vamos dividir em nove cotas. A ideia é que essas equipes tenham receitas advindas dessa gestão da Liga durante a competição. Se tudo for bem, a gente até pode fazer uma premiação em dinheiro, mas nosso foco é dar condições para que elas [as equipes] tenham seus custos amenizados durante a competição”, explicou Fernando.

ESTÁDIOS
O presidente da liga aponta que os três times de fora de Guarapuava têm estádios e deverão ser vistoriados pela LFG. “Em Guarapuava, desses participantes nós temos o Danúbio, o Madeirit e o Guarapuava Futebol Clube que tem estádios. O AAFG, que tem uma parceria com o Ajax, é locatário do campo Grêmio Esportivo do Oeste, então tem esse espaço. Mas vamos ter que adequar algumas coisas. E o Nacional, que seria o único que não tem estádio, ou os outros que queiram utilizar, nós temos o complexo esportivo do Waldomiro Gelinski”. A Liga é a responsável pelo local através de um contrato de locação com os proprietários.

A ideia, segundo Fernando, é que o estádio Miguel Gelinski, anexo ao Waldomiro, seja utilizado para treinamentos durante a semana e à noite, porque a maioria dos jogadores trabalha e não tem tempo para treinar. A entrada para acompanhar os jogos é gratuita e pelo menos uma partida por rodada terá transmissão ao vivo pela página Conexão Local, no YouTube e Facebook. A definição de qual jogo será transmitido será feita por sorteio.

Liga de Futebol de Guarapuava trabalha com uma visão de sustentabilidade (Foto: Redação/Correio)

FEMININO
A primeira Copa Feminina de Futebol, organizada pela Liga, está em andamento em Guarapuava e, segundo Fernando Guiné, tem levado um bom público nos jogos das seis equipes participantes.

“Nós temos um foco muito especial pelo futebol feminino. Inclusive, nós pretendemos em 2023 ter um representante ou sermos representados no Campeonato Paranaense feminino adulto e sub-17. O futebol feminino tem muita força e nós vamos incentivar cada vez mais”, frisou.