Campeonato Paranaense deve retomar rodadas nesta quinta-feira (11)

Com apenas duas partidas realizadas até agora, a competição programou pelo menos três jogos (da 1ª e 2ª rodadas) para essa data: Toledo x Rio Branco, Londrina x Maringá e Azuriz x FC Cascavel. Mas, a qualquer momento, pode ocorrer alguma reviravolta em função da situação de pandemia

Salvo alterações de última hora ou imprevistos no meio do percurso, o Campeonato Paranaense 2021 deve retomar suas atividades nesta quinta-feira (11 março).

Segundo a Federação Paranaense de Futebol (FPF), serão três partidas nesse dia. “O primeiro jogo, válido pela primeira rodada da competição, acontece em Toledo, com a disputa entre Toledo e Rio Branco. Também válido pela rodada inicial, o Londrina recebe o Maringá, em Arapongas”, diz o site da entidade.

E a segunda partida foi antecipada da segunda rodada e acontece em Pato Branco. O jogo é entre Azuriz e FC Cascavel.

Vale lembrar que, por conta de um decreto estadual e de decisões municipais no enfrentamento à Covid-19, a competição teve de ser interrompida ainda na 1ª rodada, disputada ao final de fevereiro. Naquele fim de semana, a bola rolou apenas para Cianorte 1 x 0 Athletico Paranaense e Operário 1 x 1 Azuriz Pato Branco.

Já a 2ª e 3ª rodadas foram suspensas na semana passada pela FPF.

Em resumo, a quinta-feira será com o seguinte cardápio: Toledo x Rio Branco (válido pela 1ª rodada), às 17h15, no Estádio Municipal 14 de Dezembro, em Toledo; Londrina x Maringá (também da 1ª rodada), às 16h, no Estádio Municipal José Chiappin, em Arapongas; e Azuriz x FC Cascavel (este pela 2ª rodada), às 16h, no Estádio Municipal Os Pioneiros, em Pato Branco.

No caso do clássico regional entre LEC e MFC, a diretoria do Tubarão optou por mandar sua partida em Arapongas porque o Estádio do Café, em Londrina, não foi liberado. Esse embate era para ter ocorrido no dia 27 de fevereiro; mas foi suspenso momentos antes do horário previsto, após um pedido do Ministério Público, que foi atendido pela Prefeitura de Londrina, em razão da pandemia da Covid-19.

Segundo o jornal Folha de Londrina, o técnico alviceleste Silvinho Canuto tem à disposição oito reforços regularizados, além da base mantida de 2020.

Por sua vez, o Dogão está a quase 60 dias se preparando para essa estreia. Ao todo foram contratados 17 novos jogadores, 13 permaneceram da temporada 2020, um atleta retornou de empréstimo e dois jogadores foram promovidos da categoria sub-19. “Esse ano, a expectativa do clube é conquistar as vagas para o Campeonato Brasileiro da Série D e Copa do Brasil de 2022”, diz o Tricolor maringaense em material à imprensa.

INSTABILIDADE
Até a manhã desta terça-feira (9 março), tudo estava certo para a retomada do Paranaense da 1ª Divisão.

No entanto, em função do clima instável em relação à pandemia de Covid-19, a qualquer momento pode ocorrer uma reviravolta que obrigará a paralisação da competição. Por isso, o torcedor precisa se preparar.

Segundo o gerente de futebol do MFC, Maurício Trombetta, o protocolo de segurança adotado pela federação do estado torna o jogo um ambiente mais seguro aos envolvidos. “Nossa federação tem um protocolo de segurança muito rígido, que obriga todos os envolvidos na partida, como jogadores, comissão técnica, imprensa, staff, policiais, enfermeiros e médicos, independentemente de estarem no gramado ou na arquibancada, a realizarem o teste de Covid-19 até três dias antes do jogo. Além disso, é realizado a aferição de temperatura de todos que entram no estádio e ainda são obrigados a permanecerem com máscaras. Então, acreditamos que diante de todas essas medidas, se torna um ambiente possível de trabalho”.