CAD se consagra campeão paranaense da Série Prata 2021

Diante da AAEMA/Mariópolis, no ginásio Joaquim Prestes, o Clube Atlético Deportivo faturou o caneco, para delírio dos torcedores guarapuavanos. O time comandado pelo técnico Baiano já havia garantido o acesso à Série Ouro de 2022

Em clima de festa, Guarapuava recebeu, no sábado (4), a partida de volta da grande final do Campeonato Paranaense de Futsal Série Prata 2021.

Na ocasião, o confronto entre Clube Atlético Deportivo (CAD) e AAEMA/Mariópolis aconteceu no ginásio Joaquim Prestes, lar do futsal guarapuavano. Com o acesso à Série Ouro de 2022 já assegurada pelo CAD, a equipe entrou em quadra já com a vitória do jogo de ida, com um sonoro 8×1 em cima da equipe de Mariópolis.

Avançando junto da torcida, o primeiro tempo começou com dominância por parte do CAD, que conseguiu trabalhar bem a bola no campo de ataque durante os primeiros minutos de jogo. Porém, aos 13 minutos do primeiro tempo, uma jogada do time mariopolitano partindo de um lateral deixou o camisa 94, Vinicius Pedroso, livre para mandar a bola para o fundo da rede, dando vantagem ao time de Mariópolis.

Mesmo pressionando, o time guarapuavano conseguiu o gol de empate apenas aos 6 minutos do segundo tempo, em batida de fora da área que forçou a sobra do goleiro, dando a oportunidade ao camisa 9, Pedro Henrique, de finalizar e deixar tudo igual no Joaquinzão.

Porém, o jogo acabou sendo decidido aos 11 minutos do segundo tempo, em uma jogada ensaiada de bola parada por parte da AAEMA. Wenderson da Silva, camisa 10, tocou pro lado e com uma pancada, o camisa 9, Humberto Ramos, finalizou de fora da área, colocando Mariópolis à frente no placar. Mesmo pressionando até o fim do tempo regulamentar, o CAD não conseguiu igualar o placar, levando o jogo para a prorrogação.

Na prorrogação, o CAD precisava apenas de um empate para se sagrar campeão, devido a vantagem dada pela melhor campanha do campeonato (Foto: Secom)

PLATEIA ILUMINADA
Na prorrogação, o CAD precisava apenas de um empate para se sagrar campeão, devido a vantagem dada pela melhor campanha do campeonato. Mesmo em 10 minutos acirrados, a equipe guarapuavana garantiu o empate e o título, marcando um belo momento no ginásio Joaquim Prestes, quando segundos antes do final da partida, a torcida ergueu seus celulares acima de suas cabeças, com a lanterna ligada, iluminando toda a plateia.

Torcedor de carteirinha do CAD, Alessandro Lemes (40 anos) esteve presente na conquista do tricampeonato da Ouro entre 2010 e 2015. “Foi maravilhoso, uma campanha fantástica do CAD durante todo campeonato, ninguém merecia mais que eles esse título hoje, lutaram até o fim”.

E se é um momento histórico para o torcedor não é diferente para a equipe. Mesmo com o time desacreditado para ser campeão no início da temporada, o camisa número 3, Gabriel Oliveira, destaca o esforço do time no caminho ao título. “Apesar de todas as dificuldades, jogamos o nosso, nos esforçamos para melhorar e manter o nível. Isso aqui é um time de guerreiros, um time que nunca deveria ter saído da série ouro”.

Considerado um dos principais responsáveis pelo sucesso da equipe, o técnico Eduardo Pacheco Coelho, o Baiano, também destacou o esforço de seus jogadores. “Meu trabalho todo foi em função da gente chegar justamente onde nós chegamos, os jogadores foram fantásticos durante todo o ano. Eu gostaria de dedicar esse título, não só para a torcida, mas também para a diretoria do clube, que tornou tudo isso possível”.

Também presente no ginásio, o secretário municipal de Esportes, Milton Roseira, comemorou o título junto a equipe do CAD e ressaltou o entusiasmo de receber os jogos da Série Ouro em Guarapuava novamente. “Ficamos muito animados, pois 2022 vai ser um grande ano para o esporte em Guarapuava e para o CAD. A Secretaria de Esportes, junto do prefeito Celso Góes, vai continuar promovendo esses eventos e ajudando não só o CAD, mas todas as equipes Guarapuavanas que estão conquistando coisas importantes e fazendo história”, finaliza Roseira.

Torcida compareceu em peso ao Joaquinzão (Foto: Secom)