Belezas de Guarapuava na rota do Transparaná

A sexta-feira começou na pista de motocross do Rio Jordão. A caravana do Transparaná se despediu de Guarapuava num trecho onde os off-roaders passaram por uma fazenda de pinus com terreno bem variado

Guarapuava recebeu nesta quinta-feira (18) uma das etapas do 27º Transparaná, o evento mais tradicional do estado, na modalidade de Rally.

A Prefeitura através das secretarias de Turismo e Eventos e Esportes de Guarapuava, deram todo o suporte ao Jeep Clube de Curitiba, organizador da prova, que termina neste fim de semana na Capital.

A largada aconteceu em Foz do Iguaçu na terça-feira de Carnaval. A passagem por Guarapuava marcou pela presença dos competidores que se concentraram no Centro de Convivência do Jordão, um dos mais belos cartões postais da cidade. De Foz do Iguaçu até a chegada no Palácio Iguaçu, em Curitiba, serão percorridos 1.369 quilômetros, com 110 veículos inscritos representando treze estados.

Hoje sexta (19) , a partir das 7 h, os carros partiram em direção a Irati, onde completam a penúltima etapa da prova, antes da chegada em Curitiba .

Durante a etapa de Guarapuava, o Jeep Clube e as secretarias municipais seguiram todos os protocolos de saúde, garantindo a segurança sanitária aos envolvidos.

Prefeito de Guarapuava Celso Góes segura troféu (Foto: Secom)

A secretária de Turismo e Eventos de Guarapuava, Katriane Mila, lembrou que “as belezas naturais da cidade certamente ficarão na lembrança dos competidores, podendo criar um novo público para visitas futuras à nossa cidade, numa outra oportunidade com mais tempo para curtir Guarapuava”.

A sexta-feira começou na pista de motocross do Rio Jordão. A caravana do Transparaná se despediu de Guarapuava num trecho onde os off-roaders passaram por uma fazenda de pinus com terreno bem variado.

“Essa será a etapa mais veloz do Transparaná 2021, com muitas mudanças de direção. Fazem parte do roteiro deste trecho entre Guarapuava e Irati, as localidades de Guará e Imbituva”, concluiu o diretor geral da prova, Vinicius Gunha.