Guarapuava tem o menor tempo para abertura de empresas entre as cidades paranaenses com mais de 100 mil habitantes

Segundo a coordenadora do Emprime, Ana Cláudia Klosouski, a agilidade é fruto do intenso trabalho de desburocratização realizado no município

Guarapuava mais uma vez sai na frente quando o assunto é inovação. A Public Tableau, plataforma da Receita Federal para análise de dados, revelou que dentre as cidades paranaenses com mais de 100 mil habitantes, o município apresenta o menor tempo hábil para abertura de empresas. No total, o processo dura, em média, 23 horas.

“Esse é um fator determinante para quem quer abrir uma empresa. Porque antes o processo era tão burocrático, que às vezes a pessoa acabava desistindo no meio. Podia levar até 3 meses. Nesse tempo, muita gente perdia dinheiro. Então, quanto mais simplificado for o procedimento, mais rápido o processo, mais gente vai se sentir encorajada a seguir seu sonho”, comentou a coordenadora do Emprime, Ana Cláudia Klosouski.

Segundo Ana Cláudia, a agilidade é fruto do intenso trabalho de desburocratização realizado no município. “Desde que a Agência do Empreendedor foi inaugurada, o nosso objetivo é criar estratégias de fomento para o empreendedor guarapuavano. E esse resultado mostra que o esforço está sendo efetivo”, salientou a coordenadora.

Outro fator decisivo para a obtenção de resultados foi o Fórum Permanente. Iniciativa do Governo Federal, o fórum é responsável pela simplificação e desburocratização em todos os processos da administração pública.

ESTRUTURA
Os guarapuavanos contam com o D Início, departamento organizado no formato coworking, especializado na abertura de empresas. O setor integra diferentes representantes dos órgãos reguladores (Fiscalização, Habitação, Vigilância etc.) para conversar diretamente com o empresário e solucionar os problemas.

“O resultado ao longo dos últimos 20 meses foi a desburocratização dos processos e a celeridade do atendimento. Com o fim da pandemia, pretendemos aprimorar os serviços com a contratação de novos servidores e a revisão da legislação”, explica o diretor do D.Início, Edgard dos Santos Neto.

O Programa Emprime, criado em 2021 para a retomada do crescimento econômico com apoio em incentivo ao empreendedor, além de propiciar a abertura de empresas, dá formação e suporte para que o empresário fortaleça seu negócio.

O projeto possui quatro eixos, entre eles, um voltado justamente para a desburocratização dos processos no âmbito público, chamado Simplica Fórum que conta com a participação efetiva da sociedade, absorvendo as demandas e encaminha para soluções.