Guarapuava gerou mais de 1.300 empregos no primeiro semestre de 2021, aponta o caged

O saldo positivo foi impulsionado pelo setor da indústria, com 463 novos contratados

De acordo com os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Previdência, Guarapuava gerou 1.355 empregos no primeiro semestre de 2021. Esse saldo é a diferença entre as 10.529 contratações e os 9.174 desligamentos. 

“Mesmo estando em um momento de crise, no meio de uma pandemia, Guarapuava se mostra valente, sabendo reagir, impulsionado pela indústria, que já está gerando muitos empregos”, salientou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Sávio França Denardi.

Apesar do saldo negativo no mês de maio, sob influência da alta expressiva dos casos de Covid-19 e, portanto, resultando na imposição de medidas mais restritivas para diminuir a circulação de pessoas, o município conseguiu finalizar o primeiro semestre acompanhando a tendência de crescimento estadual. O Paraná foi o quarto estado que mais gerou empregos de janeiro até junho, com 118 mil vagas.

PRIMEIRO TRIMESTRE

Os números do primeiro trimestre de 2021 apontam a indústria como líder na geração de empregos, saldo de 463 vagas, seguido pelos setores da Construção, 342; Serviços, 233; Comércio, 147 e Agropecuária, 15.

Comparação do saldo de empregos por atividade econômica durante o primeiro trimestre. Fonte: CAGED

AGÊNCIA DO TRABALHADOR

A Agência do Trabalhador de Guarapuava tem auxiliado na reinserção dos candidatos no mercado. Entre os serviços prestados, está a intermediação para preenchimento das vagas.

“Os candidatos são encaminhados para seleção das empresas conveniadas. Entre elas, a Araupel, a Benderplast, a Polijuta e o Shopping Cidade dos Lagos. São empresas que estão investindo na ampliação dos negócios e precisam de mão de obra qualificada”, explicou Antônio Cezar Ferreira Prestes, gerente da Agência do Trabalhador.

Desde o início do ano, a Agência disponibilizou atendimento para 17.647 pessoas, entre requerentes, segurados e beneficiários.

EMPRIME 

Para acelerar a reestruturação de médias e pequenas empresas e fortalecer o empreendedorismo e a geração de empregos, a Prefeitura lançou o programa Emprime no Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) no mês de julho. São 16 projetos de aperfeiçoamento e consultoria, prestados em parceria com o Sebrae, para alavancar os negócios das empresas e a economia local. Para saber mais sobre o programa, clique aqui.