Guarapuava gerou 1.355 vagas com carteira assinada no 1º semestre de 2021

Esse resultado é reflexo do panorama estadual. Dos 399 municípios paranaenses, 367 (92%) tiveram saldo positivo na abertura de vagas de emprego formal no primeiro semestre

Guarapuava é um dos 367 municípios paranaenses com saldo positivo na abertura de vagas de emprego com carteira assinada no primeiro semestre deste ano.

Segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira (29 julho) pelo Ministério do Trabalho, o maior município do terceiro planalto paranaense gerou 1.355 vagas com carteira assinada no acumulado do ano.

Ou seja, isso significa que o mercado de trabalho guarapuavano teve mais admissões (10.529) do que desligamentos (9.174) entre janeiro e junho de 2021. É uma variação positiva de 3,51%.

Esse resultado é reflexo do panorama estadual. Dos 399 municípios paranaenses, 367 (92%) tiveram saldo positivo na abertura de vagas de emprego formal no primeiro semestre.

As 10 cidades paranaenses que lideraram a criação de postos de trabalho no período foram Curitiba (27.187), Cascavel (6.002), Maringá (5.398), Londrina (4.751), São José dos Pinhais (3.830), Toledo (3.392), Pato Branco (1.999), Ponta Grossa (1.867), Umuarama (1.736) e Cambé (1.715).

Já nos últimos 12 meses, a famosa “terra do lobo bravo” tem resultado ainda melhor: 3.468 postos de trabalho gerados. De julho de 2020 a junho de 2021, Guarapuava contratou 20.533 trabalhadores, e demitiu 17.065. Em resumo, variação positiva de 9,50%.

Desempenho de Guarapuava em junho de 2021 (Foto: Reprodução)

JUNHO
No caso específico de junho de 2021, o saldo guarapuavano é azul, com a criação de 158 vagas de emprego com carteira assinada. Enfim, foram 1.635 admissões contra 1.477 demissões; variação de 0,40%.

Entre os setores analisados pelo Caged, o principal motor da economia de Guarapuava no sexto mês do ano foi a Construção. Ele gerou sozinho 95 vagas: 225 contratações versus 130 desligamentos.

Em segundo lugar, aparece a Indústria, com saldo de 66 postos. Na sequência, Comércio (+5) e Serviços (zero). O único setor com desempenho negativo foi a Agropecuária, que terminou junho perdendo 8 vagas.

Em junho, 283 municípios paranaenses (71%) tiveram números positivos na abertura de vagas, em 21 o total de contratações e desligamentos foi o mesmo e 93 fecharam o mês com saldo negativo. Os dez principais foram Curitiba (3.182), Londrina (1.298), São José dos Pinhais (1.031), Cascavel (835), Maringá (726), Campo Largo (406), Apucarana (279), Toledo (268), Umuarama (248) e Ponta Grossa (227).

No Brasil, 1.536.717 postos de trabalho foram abertos nos primeiros seis meses do ano, 309.114 somente em junho. O acumulado é bastante superior ao primeiro semestre do ano passado. Impactado pelas restrições impostas pela pandemia de Covid-19, o País apresentou saldo negativo de 1.198.363 vagas naquele período.