Guarapuava gera 262 vagas com carteira assinada em março

No primeiro trimestre de 2022, Guarapuava apresenta saldo ainda maior: 972 postos de trabalho

O município de Guarapuava fechou o mês de março deste ano com saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada.

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência, divulgado nesta quinta-feira (28 abr 2022), a “terra do lobo bravo” gerou 262 postos. Ou seja, o número de admissões (2.172) ficou acima dos desligamentos (1.910) ao longo do terceiro mês de 2022. Isso representa uma variação de +0,61%.

Em consulta aos dados do Caged, três setores são os principais responsáveis pelo bom desempenho da economia guarapuavana: Indústria, com geração de 112 vagas; Serviços, 107; e Comércio, 49. Do outro lado, Construção (-2) e Agropecuária (-4) fecharam com perda de empregos.

E, no primeiro trimestre, Guarapuava apresenta saldo ainda maior: geração de 972 postos de trabalho. Trocando em miúdos, significa que as contratações (6.984) superaram as demissões (6.012).

Todos os setores ficaram no azul nesse trimestre avaliado pelo Caged: Serviços, com saldo de 434; Indústria, 254; Construção, 153; Comércio, 124; e Agropecuária, 7.

Aliás, Guarapuava é uma das cidades paranaenses que mais geraram emprego entre janeiro e março. Ela está no mesmo time de Curitiba (17.321), Maringá (2.871), Cascavel (2.476), São José dos Pinhais (2.381), Toledo (2.136), Araucária (2.022), Londrina (1.738), Colombo (1.171) e Foz do Iguaçu (1.050).