Energisa Sul-Sudeste dá dicas para redução do consumo de energia elétrica

Diante do cenário hídrico, empresa amplia campanhas e está empenhada em reforçar mensagens de economia junto aos clientes

Nos próximos dias, a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee) dará início a uma grande campanha de conscientização focada na economia de energia. Com o nome “Consumo Consciente Já”, a iniciativa mostra ao consumidor alternativas e condutas que permitam o uso eficiente da energia elétrica. A mensagem é clara: se desperdiçar, vai faltar.

Trata-se de uma ação conjunta entre o Ministério de Minas e Energia (MME), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a Abradee e se inicia no mesmo período em que o Governo Federal lançou o Programa de Incentivo à Redução Voluntária do consumo de energia para amenizar os efeitos da questão hídrica.

“A energia é serviço indispensável para o desenvolvimento, conforto e bem-estar da sociedade. Durante todo o ano, como distribuidora de energia, temos a preocupação de orientar os nossos clientes sobre a importância do consumo consciente e de adotar atitudes que geram resultados e economia. Porém, nesse momento em que todo o país está focado em minimizar os efeitos da crise hídrica, nós reforçamos o alerta de que é preciso mudar, definitivamente, os hábitos que contribuem para o desperdício de energia elétrica”, ressalta o coordenador de Eficiência Energética, Thiago Peres de Oliveira.

De maneira prática, todos podem contribuir para economizar energia elétrica em cada cômodo de nossas casas apenas com simples mudanças de hábitos no dia a dia. Para auxiliar você a adotar uma nova rotina, a Energisa listou algumas dicas de economia de energia e consumo consciente:

  • Passe roupa somente quando necessário (para o trabalho ou uma ocasião muito importante);
  • Não passe roupas se ficar em casa ou em home office;
  • Evite banhos demorados. É importante ter em mente que os banhos precisam ser rápidos pois o chuveiro elétrico é um dos grandes vilões do consumo;
  • Estabeleça limite para crianças usarem computadores ou videogames. Priorize computador apenas para estudo e videogame aos finais de semana;
  • Prefira lâmpadas de LED. Elas gastam menos energia;
  • Apague as lâmpadas que não estiver utilizando, exceto aquelas que contribuem para a sua segurança.
  • Pinte as paredes do teto com cores claras. Além de refletirem melhor a luz natural, reduzem o consumo de iluminação artificial.
  • Em situações de calor, utilize o ar-condicionado na temperatura 24ºC. Ela é a ideal para ambientes;
  • Quem possui uma geladeira e um freezer em casa, é recomendado desligar o freezer a usar apenas a geladeira;
  • Caso o celular já esteja 100% carregado, tire-o da tomada;
  • Utilize apenas uma TV ao invés de três aparelhos ligados de forma simultânea.
  • Mantenha as janelas abertas e aproveite ao máximo a luz natural.
  • Procure lavar o máximo de roupas possível de uma só vez.

Confira mais dicas em www.energisa.com.br e www.consumoconscienteja.com.br.

SOBRE A ENERGISA
Com 116 anos de história, o Grupo Energisa é o maior privado do setor elétrico com capital nacional e também o maior na Amazônia Legal. Uma das primeiras empresas a abrir capital no Brasil, a companhia controla 11 distribuidoras em Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Paraná, Rondônia e Acre. Com receita líquida anual de R$ 18 bilhões (2020), o Grupo atende a 8 milhões de clientes (o que representa uma população atendida de mais de 20 milhões de pessoas) em 862 municípios de todas as regiões do Brasil, além de gerar cerca de 20 mil empregos diretos e indiretos.

Com a missão de transformar energia em conforto, desenvolvimento e oportunidades de forma sustentável, responsável e ética, a Energisa atua com um portfólio diversificado que engloba distribuição, geração, transmissão, serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções), serviços especializados de call center (Multi Energisa), comercialização de energia (Energisa Comercializadora), soluções em energias renováveis (Alsol) e agora a fintech Voltz, que entra no mercado de contas digitais.