Agências do Trabalhador do Paraná viabilizaram mais de 66 mil vagas de trabalho com carteira assinada entre janeiro a novembro de 2020, informa o secretário Ney Leprevost

Mais um impulso para a retomada da geração de empregos no Paraná. O Estado já colocou pelas Agências do Trabalhador

Mais um impulso para a retomada da geração de empregos no Paraná. O Estado já colocou pelas Agências do Trabalhador no mercado de trabalho 66.101 mil trabalhadores com carteira assinada no período de janeiro a novembro, informou o secretário da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), Ney Leprevost.

Os setores que mais empregaram neste período foram: a Indústria (25.093); Serviços (15.800); Comércio (8.617); Agropecuária (4.700) e Construção Civil (3.982). “Este é um reflexo direto das ações do governador Carlos Massa Ratinho Junior para atrair empresas e do trabalho de captação de novas vagas de emprego que é desenvolvido pela equipe do Departamento do Trabalho junto às empresas parceiras”, destaca o secretário de Estado da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

Atualmente estão sendo disponibilizadas no Paraná 2.996 mil vagas abertas na semana. Os setores com maiores números de vagas são: auxiliar de linha de produção (1.986 vagas); operador de telemarketing ativo e receptivo (311); ajudante de carga e descarga de mercadoria (78).

Já em Curitiba e Região Metropolitana são 1.192 mil vagas disponíveis. As áreas com maior número de vagas são: Operador de telemarketing ativo e receptivo (311), coordenador de restaurante (52) e empacotador a mão (30).

OPORTUNIDADES

Vinícius Ferreira Portella (22 anos) é auxiliar de estoque na Melo Comércio Marmoraria e foi contratado no dia 9 de novembro, por intermédio da Agência do Trabalhador de Curitiba. “Eu já estava trabalhando desde junho na área de telemarketing, e mesmo assim fui atrás de algo na minha área. Fui atrás da agência do trabalhador, fiz meu agendamento online e fui selecionado para a vaga”, disse Vinicius reforçando que a agência é de extrema importância, “pois foi a partir deles que eu consegui a vaga. Me auxiliaram em todo o procedimento até a contratação”.

A gerente de vendas, Laudicéia de Lurdes Ventura Rodrigues, da empresa Melo Comércio Marmorarias que ofertou vagas por intermédio da Agência do Trabalhador afirmou que, “mesmo com todo o problema da pandemia, a Agência do Trabalhador foi fundamental para a divulgação da vaga, a triagem dos funcionários até o processo de seleção”.

Laudicéia afirmou ainda que a empresa continua contratando para as áreas de vendas e expedição, “são as áreas que temos vagas abertas aqui na empresa ainda”.

O porteiro do Estádio Major Antônio Couto Pereira, Daniel José da Silva, 45 anos, estava desemprego fazia 7 meses e afirma que com a pandemia piorou muito a oferta de emprego. “Fui até agência de Curitiba e me indicaram para uma vaga, fiz o processo seletivo com apoio dos funcionários do Sine, marcaram minha entrevista e me contrataram. Essa não é a primeira vez que eu fui em busca de trabalho na agência, no meu antigo emprego tive também indicação por lá e agora de novo consegui ser indicado para uma vaga de trabalho, o que é ótimo”.

Governador Ratinho Jr. e o secretário Ney Leprevost, em registro feito antes da pandemia de covid-19 (Foto: Ilustrativa/Assessoria)

PROCURA DE VAGAS

Existem hoje 216 Agências do Trabalhador no Paraná, o que facilita o acesso ao mercado de trabalho. Para consultar as vagas disponíveis na sua cidade, basta acessar o aplicativo SINE FÁCIL que pode ser baixado gratuitamente pela Play Store ou Apple Store, ou pelo site empregabrasil.mte.gov.br. Para acessar o SINE FÁCIL é necessário um QRCODE que pode ser solicitado diretamente no site da Sejuf pelo Chat do Trabalhador.

Também é possível buscar atendimento presencial nas Agências do Trabalhador que estão atendendo ao público, mediante agendamento prévio no site www.justica.pr.gov.br/trabalho.