Evento online comemorará nesta quinta (10) o centenário de Clarice Lispector

O tributo da Unicentro vai contar com uma palestra da pesquisadora e professora Nádia Battella Gotlib, da Universidade de São Paulo (USP). Nadia é autora das obras “Clarice: uma vida que se conta”, “Clarice fotobiografia” e “Retratos em Clarice Lispector: literatura, pintura e fotografia”

Próximo do centenário de nascimento da escritora Clarice Lispector (ela morreu em 9 de dezembro de 1977), que será celebrado nesta quinta-feira (10 dezembro), tem-se a impressão de que o público conhece apenas as centenas de frases perdidas nas redes sociais que são atribuídas à autora (muitas nem são dela).

É como o pessoal que gosta de “música clássica”, mas conhece apenas trechos de óperas. Geralmente, os mais populares.

Por isso, a data de 100 anos de Clarice é momento oportuno para mergulhar de fato em sua obra, que costuma ser formada por narrativas complexas e introspectivas. Ela é uma das principais escritoras da literatura brasileira do século 20.

Nesse sentido, vale conferir um evento organizado pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro). Por meio do Nees, que é o Núcleo de Estudos Eslavos, a instituição convida a todos para a celebração do centenário de nascimento de Clarice, em um evento online, que será transmitido pelo YouTube, a partir das 19h desta quinta-feira.

O tributo ao centenário clariciano vai contar com uma palestra da pesquisadora e professora doutora Nádia Battella Gotlib, da Universidade de São Paulo (USP). Nadia é autora das obras “Clarice: uma vida que se conta”, “Clarice fotobiografia” e “Retratos em Clarice Lispector: literatura, pintura e fotografia”.

“A literatura dela é uma literatura que privilegia personagens mulheres. Existe um personagem protagonista homem, o Martim, no romance ‘A maçã no escuro’. Mas na maioria são personagens mulheres, às vezes da classe média, ou da classe alta, às vezes da classe baixa. Também são personagens de diversas idades – crianças, adolescentes, adultas e idosas. Ela tem a capacidade de cativar, de prender o público leitor. Ela consegue conduzir o leitor sem nem que ele se dê conta para onde ele está indo. Eu acho que, em termos de estratégia narrativa, ela tem seus recursos e acaba nos conquistando”, adianta a convidada, em material da Coorc.

Cartaz de divulgação do evento organizado pela Unicentro. A atividade é aberta a todos (Foto: Reprodução)

OBRA
Clarice Lispector escreveu em diversos gêneros textuais. Sua obra inclui romances, contos, crônicas e artigos em jornais e revistas, atuando também como entrevistadora. Seus principais livros foram “A Hora da Estrela”, “A Paixão Segundo G.H.” e “Perto do Coração Selvagem”.

A escritora é também reconhecida internacionalmente, tendo, em 2010, 185 traduções de seus livros publicados no exterior.

Por ocasião da efeméride, editoras vêm publicando obras em 2020. Uma das mais recentes é “Todas as cartas” (ed. Rocco), que reúne correspondências escritas por Clarice ao longo de sua vida. Os destinatários são bem interessantes: João Cabral de Melo Neto, Rubem Braga, Lêdo Ivo, Otto Lara Resende, Paulo Mendes Campos, Nélida Piñon, Lygia Fagundes Telles, Natércia Freire e Mário de Andrade.

SERVIÇO
A palestra Vida e Obra de Clarice Lispector é uma realização da Unicentro e da Representação Central Ucraniano Brasileira, presidida por Vitório Sorotiuk.

O tributo da Unicentro ao centenário de Clarice Lispector tem início às 19h desta quinta-feira (10 dezembro) e poderá ser acompanhado através da transmissão no canal do YouTube da Coordenadoria de Tecnologia e Informação do campus Irati.

****************O e-mail do evento é [email protected]

*********Com informações da Coorc