Capa de ‘Mais’ tem particularidades para os formatos de CD e LP

Série Arquivos Culturais dá foco aos 30 anos do álbum “Mais”, lançado por Marisa Monte em 1991

Lançado em 1991 com uma enorme tiragem em vinil, “Mais” (EMI-Odeon), de Marisa Monte, tinha diferenças sutis de sua capa para os diferentes formatos de mídia.

Em LP, a concepção visual da imagem é de diversos símbolos de “+” destacáveis formando um grande “+”, com uma foto de Marisa Monte por inteiro, fazendo pose. Já no CD original a capa é composta de um grande “+” já recortado na primeira página do booklet; e na reedição em CD, com arte sólida, sem recorte.

Capa da edição em LP (Foto: Cristiano Martinez/Correio)
Capa da edição em CD (Foto: Reprodução)

Segundo o podcast “Discoteca Básica”, apresentado pelo jornalista Ricardo Alexandre, o álbum teve versões em discos-mix, uma forma de “sugerir” que as rádios tocassem apenas a música de trabalho, ao mesmo tempo, obedecendo ao planejamento de marketing das companhias.

“Para a divulgação de ‘Mais’ foram prensados os discos-mix de ‘Beija eu’, ‘Eu Sei’ e ‘Ainda Lembro’. Hoje, esses discos são itens de colecionador, mas, além das belas capinhas, não trazem nenhuma exclusividade”, diz Alexandre, em seu perfil nas redes sociais.

Em tempo: a obra fonográfica de MM, incluindo o CD/LP desta edição dos Arquivos Culturais, está disponível digitalmente nos serviços de streaming mais populares.

**********Texto: Cris Nascimento, especial para CORREIO

LEIA MAIS

Voz + letra + interpretação: 30 anos de ‘Mais’, de Marisa Monte