Anota aí: inscrições para ‘Trilhando pelo Paraná’ terminam em 15 de junho

Iniciativa da Secretaria da Comunicação Social e da Cultura, programa vai contemplar os trabalhadores da cultura na seleção de espetáculos infantis de circo-teatro ou pavilhão. Confira esta e outras notas sobre cultura e entretenimento

Termina na próxima terça-feira (15) o período para inscrição no programa Trilhando pelo Paraná, da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura (www.sisprofice.pr.gov.br). Lançado no edital 01/2021, o programa busca contemplar os trabalhadores da cultura na seleção de espetáculos infantis de circo-teatro ou pavilhão – os que não são montados em teatro, mas em outras estruturas como ginásios, pavilhões, lonas.

O prazo vai até as 17h59 e as inscrições são feitas de forma online por meio do sistema SisProfice. Assista aqui a um tutorial em vídeo sobre como se inscrever.

“Esse edital reconhece o valor de artistas que literalmente vão aonde o povo está. Queremos fazer uma bela trajetória para o Trilhando pelo Paraná, dando a oportunidade de renda para trabalhadores e trabalhadoras”, afirma a superintendente-geral da Cultura, Luciana Casagrande Pereira.

“Será um momento em que a arte certamente será muito bem recebida por todos e todas nesses pequenos municípios. Esperamos que em breve os efeitos da pandemia se minimizem e possamos ter novamente a arte e a cultura em sua integridade”, enfatiza Luciana.

Revista
A Diretoria de Desenvolvimento Empresarial da Portos do Paraná iniciou neste mês de junho a apresentação ao trade turístico da primeira revista de bordo direcionada para navios de cruzeiros, sobre destinos do Litoral paranaense. O projeto, produzido em colaboração com a Paraná Turismo, é inédito e tem o objetivo de divulgar opções de lazer, gastronomia, locais históricos e belezas naturais na região.

Revista 2
Em formato A3, bilíngue, com tiragem de 10.000 exemplares e recheada de belas imagens, a publicação dá opções de roteiros, indica a distância e modo de chegar a cidades, praias e ilhas de todo Litoral. “A revista foi produzida para motivar o desembarque de passageiros de navios de turismo que fizerem escala no Porto de Paranaguá”, explica o diretor de Desenvolvimento Empresarial da Portos do Paraná, André Pioli.

Revista tem tiragem de 10.000 exemplares e é recheada de belas imagens (Foto: ANPr)

Videoconferência
O Museu Oscar Niemeyer (MON) promoverá terça-feira (15) uma videoconferência com Luiz Gustavo Carvalho, curador da exposição A Travessia do Desastre. A atividade, que está com as inscrições abertas, faz parte das ações do programa Arte para Maiores (APM), voltado especialmente ao público com mais de 60 anos. A atividade será gratuita, pela plataforma Zoom e com vagas limitadas. Para participar não é necessário possuir conhecimento em arte. Basta ter interesse e inscrever-se previamente pelo formulário (bit.ly/APMjunho), ou solicitar pelo e-mail [email protected] ou pelos telefones (41) 3350-4412 / 3350-4497.

Currículo
Além de curador de mais de 70 exposições no Brasil, Luiz Gustavo Carvalho também é artista. Criou e integrou a direção artística de festivais de arte na Alemanha e no Brasil. Desde 2016, vem colaborando com o Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea, no Rio de Janeiro. Participou de diferentes programas de residência artística na América do Sul, Europa e Ásia – em um deles que, inclusive, foi idealizada A Travessia do Desastre, tema do encontro virtual.

Netflix
O catálogo do serviço streaming Netflix fica abastecido nesta quarta-feira (9) com a chegada da série “Os mestres da fritura” (1ª temporada) e do filme “Awake”. No caso do primeiro, o crítico Daym Drops vai atrás das melhores frituras dos Estados Unidos; já o longa-metragem de Mark Raso é uma produção original da plataforma e se insere no gênero “pós-apocalíptico”: após um súbito aquecimento global, ninguém mais é capaz de dormir.

Podcast
Com o título “Os rótulos da erva-mate”, o terceiro episódio da série de podcasts já está disponível nas redes sociais do Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões (https://www.brde.com.br/palacete/) e do Museu Paranaense (http://www.museuparanaense.pr.gov.br/). O episódio traz uma entrevista com o professor José Humberto Boguszewski sobre suas pesquisas relacionadas aos rótulos da erva-mate no Paraná, destacando os impactos do surgimento da litografia como nova solução para impressões em maior escala e um panorama da indústria gráfica local na produção dessas narrativas visuais.

Artista
José Humberto Boguszewski é artista, pesquisador e designer. Graduado em Artes Plásticas pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná, foi professor do Departamento de Design da Universidade Federal do Paraná. Foi na UFPR que ele defendeu a dissertação “Uma história cultural da erva-mate: o alimento e suas representações”, de 2007, e a tese “A primeira impressão é a que fica: imagens, imaginário e cultura da alimentação no Paraná (1884-1940)”, de 2012, ambas sob orientação de Carlos Roberto Antunes do Santos.

Serviço
Episódio 3 – “Os rótulos da erva-mate” com José Humberto Boguszewski
Como acessar: Redes sociais do Museu Paranaense @MuseuParanaense e Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leoes @EspacoCulturalBrde

A cada mês, um novo episódio é disponibilizado nas redes sociais do Museu Paranaense e do Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões. O próximo episódio será veiculado na última semana de junho, tendo como tema as bombas de chimarrão.