Topo 2


Educação tablet-600649_640

Publicado em junho 19th, 2017 | por Jornal Correio do Cidadão

Escolas da rede estadual já trabalham com novas tecnologias educacionais

No início de 2018, metade das 2,1 mil escolas da rede estadual de ensino já terão ampliado os laboratórios e o uso de novas tecnologias educacionais no ambiente escolar. Em maio deste ano, 500 escolas já começaram a discutir conceitos referentes à Educação na Cultura Digital e o uso de novos equipamentos que foram escolhidos conforme a demanda de cada unidade. No ano que vem, outras 500 devem aderir ao programa.

A ampliação dos parques tecnológicos é promovida por meio do programa Conectados 2.0, desenvolvido pela Secretaria de Estado da Educação. A ação também faz parte das metas estabelecidas no Plano de Governo e no programa pedagógico Minha Escola Tem Ação (Meta).

Técnicos pedagógicos que atuam no setor de tecnologia educacional dos 32 Núcleos Regionais de Educação (NRE) participaram, ao longo do mês de maio, de cursos presenciais e à distância para assessorar as escolas selecionadas. No ano que vem, a formação começa em março e será encerrada em dezembro. “Entendemos a necessidade das escolas de estarem inseridas no contexto da tecnologia educacional de inovação, por isso estamos ofertando a formação tecnológica”, disse a secretária da Educação, Ana Seres.

NA PRÁTICA
As 500 escolas que participam do programa este ano já escolheram quais kits de equipamentos pretendem utilizar. As unidades podem escolher entre dez opções de conjuntos de equipamentos, entre eles câmera fotográfica, gravador de áudio, notebook, laptop, impressora 3D, roteador, equipamento para rede sem fio e projetor multimídia. Paralelamente, professores, pedagogos e funcionários participam do curso à distância “Aprender na Cultura Digital”.

De acordo com a diretora-auxiliar do Colégio Estadual Antonio Tupy Pinheiro, em Guarapuava (na região central do Estado), Jocimarci Jacomel Kasnocha, as novidades motivaram professores e alunos. “A recepção ao projeto foi muito boa, os professores acreditam na necessidade de informatizar, de trabalhar com a tecnologia, uma vez que os alunos já estão à frente e esses recursos podem facilitar o trabalho e a aprendizagem”, disse.

Texto: Ag. Estadual
Foto: Ilustrativa




Voltar ao Topo ↑