Unicentro recebe doação de caixas para coleta seletiva

A Universidade recebeu 50 kits de coleta para papel, plástico, metal e materiais não recicláveis, que serão distribuídos nos três campi da Unicentro, em Guarapuava e Irati

Ao longo deste ano em que comemora 31 anos de existência, a Unicentro adotou o lema “Mundo sustentável, saúde de todos” como parte das comemorações e forma de incentivo à conscientização ambiental. Em consonância com a temática, a universidade recebeu kits de coleta seletiva doados pela empresa Trombini Embalagens, uma das principais empresas do setor do Brasil.

A iniciativa surgiu de uma parceria entre a Central de Relações Institucionais, Inovação, Empreendedorismo e Empregabilidade (Crie) da Unicentro e a empresa curitibana, que já havia resultado na entrega de caixas para um projeto de coleta de papéis. Desta vez, foram doados 50 kits de coleta seletiva para papel, plástico, metal e materiais não recicláveis, que serão distribuídos nos três campi da Unicentro, em Guarapuava e Irati.

“A gente recebeu 200 caixas e estamos tentando dividir de forma igualitária entre os campi, mas respeitando também algumas individualidades. A gente pensa nisso, na questão da sustentabilidade, e a ideia desse projeto em específico é não parar por aqui. A gente entrou em contato com a empresa, aguardando a doação de mais materiais para dar continuidade”, disse o coordenador de Empreendedorismo e Empregabilidade da Crie, Jefferson Carraro.

Presidente da comissão para elaboração de um plano de gestão de resíduos do Cedeteg, a vice-diretora do campus, professora Aline Marques Genú, recebeu a doação e destacou a contribuição que os kits trarão, principalmente nas áreas internas do campus. “A gente vai ter futuramente no campus, quando estiver já funcionando esse nosso plano, várias lixeiras para fazer essa separação. Essas caixas que a gente recebeu hoje vão nos auxiliar, principalmente nas áreas administrativas, para que a gente comece a fazer funcionar esse plano de separação do material reciclável para dar uma destinação correta para esse material”, afirmou.

Ofertar estrutura e suporte são partes importantes do processo, mas o entendimento e contribuição da comunidade acadêmica é essencial. “A nossa ideia é que a gente tenha sempre uma conscientização da comunidade do campus para fazer a separação correta e para que a destinação seja correta também. Esse é o nosso objetivo ao final deste plano de gestão”, declarou Aline.

***Coorc/Unicentro