Região de Guarapuava registra queda de 21,20% nos roubos

De acordo com o relatório divulgado nesta segunda-feira (29) pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), foram 249 ocorrências de janeiro a setembro deste ano; no mesmo período de 2020, foram 316

A 7ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp), que tem Guarapuava como sede, registrou uma queda nos índices de roubo e furto de janeiro a setembro deste ano. 

A informação consta no relatório divulgado nesta segunda-feira (29) pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp). 

Segundo os dados, a redução foi de 21,20% nos roubos e 2,58% nas situações de furto em comparação com o mesmo período de 2020. É importante destacar que o primeiro ocorre quando há violência ou ameaça à vítima. 

O balanço mostra que foram contabilizados 249 roubos nos nove primeiros meses de 2021; no ano passado, foram 316 ocorrências – 67 casos a menos. Em relação aos furtos, a retração foi mais tímida: 2.194, em 2021, e 2.252, em 2020, 58 ocorrências a menos. 

Essa tendência de queda também é observada nos crimes contra a pessoa (-0,10%) e de lesão corporal (-11,47%), segundo a Sesp. 

Em contrapartida, a região de Guarapuava registrou aumento nos crimes contra dignidade sexual (+2,12%) e nas ocorrências de ameaças (+2,87%).

PARANÁ

A nível estadual, é observada uma redução de 21,9% nas ocorrências de roubos. Foram 5.698 registros a menos nos primeiros nove meses de 2021, se comparado ao mesmo período de 2020. Os dados também apontam diminuição nos crimes de roubo em ambiente público (-23,31%), roubo a comércio (-18,06%) e roubo em residência (-10,15%).

De janeiro a setembro de 2021 foram registradas 20.290 ocorrências de roubo (geral) em todo o Paraná e, no mesmo período do ano anterior, foram 25.988 ocorrências. 

A diminuição aconteceu em quase todas as 23 Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp), forma de divisão georreferencial da Sesp para análise criminal, que abrange os 399 municípios do Paraná.

“Os bons resultados da atuação preventiva e investigação das polícias estaduais se deve, em grande parte, ao trabalho de georreferenciamento, desenvolvido por nossas equipes de investigação, que priorizaram, nestes últimos nove meses, ações de planejamento estratégico para combater diretamente o foco do problema”, explicou o secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

Para o comandante-geral da PM, coronel Hudson Leôncio Teixeira, o trabalho de planejamento e integração com as demais forças de segurança foram preponderantes para a diminuição dos índices criminais. 

“Graças à atuação dos nossos policiais temos reduzidos os crimes e reforçado a segurança da população. Esse planejamento resultou em uma redução significativa no número de roubos, porém ainda é cedo para avaliarmos isso, uma vez que estamos saindo de um momento de pandemia, onde havia uma série de medidas restritivas rigorosas e agora temos um fluxo muito maior de pessoas nas ruas”, disse.

ÁREA INTEGRADA

A 7ª Aisp, que tem sede em Guarapuava, contempla os municípios de Boa Ventura de São Roque, Campina do Simão, Candói, Foz do Jordão, Manoel Ribas, Mato Rico, Nova Tebas, Pinhão, Pitanga, Prudentópolis, Reserva do Iguaçu, Santa Maria do Oeste e Turvo.

********Com ANPr