Esporte

Quarteto de goleiros está no mesmo nível, diz preparador

O Batel está na reta final da preparação para a estreia no Campeonato Paranaense da Segunda Divisão 2018, no domingo (11), fora de casa. Mas os arqueiros Doni e Testa estão contundidos e praticamente fora desse primeiro jogo
Dida treina os goleiros do Batel (Foto: Redação/Correio)

Doni, Testa, Robson e Zidane. Os “paredões” da Associação Atlética Batel (AA Batel) podem ser o diferencial ao longo do Campeonato Paranaense da Segunda Divisão 2018, que inicia para o clube guarapuavano no próximo domingo (11), contra o Paranavaí, no Noroeste do Estado.

Não dizem que “um bom time começa pelo gol”? Pois bem, os experientes Doni (o “paredoni”) e Testa têm a companhia das jovens promessas Robson e Zidane (mas não é meia-atacante, apesar do nome).

Todos eles passam pelas mãos do preparador de goleiros Mauricio Dida, que já trabalhou em clubes como o Paraná. “Todos estão trabalhando no mesmo ritmo e pegada. Quem entrar vai dar conta do recado”, diz, citando que foram feitos trabalhos técnicos e físicos com os arqueiros do time batelino.

Como o elenco rubro-negro está na fase inicial dos trabalhos de 2018, Dida conta que o foco dos treinos é o aprimoramento de fundamentos como queda e pegada, corrigindo quando necessário o movimento.

Com experiência de 12 anos de jogador no futebol profissional, embaixo das traves, o preparador está em seu segundo ano consecutivo no Batel, repetindo o trabalho desenvolvido com o técnico Marcelo H. do Ó em 2017. Aliás, no ano passado o rubro-negro da Baixada ficou em 3º lugar na Terceira Divisão, obtendo a melhor campanha do clube nos últimos anos.

Elenco rubro-negro segue com seus treinos para a estreia (Redação)

DESFALQUES

Os dois goleiros mais experientes do elenco batelino estão praticamente fora do jogo de estreia do time guarapuavano, neste fim de semana. Tanto Doni quanto Testa se machucaram durante treinamentos na última segunda-feira (5). Em 2017, o primeiro foi titular em todos os jogos do Batel e o segundo era seu reserva imediato.

“Estamos indo [para o jogo contra o Paranavaí] com Robson e Zidane, que estão no mesmo nível”, informa Dida.

A reportagem apurou que Robson (20 anos), que era o terceiro goleiro no ano passado, pode ser o titular no primeiro jogo do rubro-negro na Segundona.

Mas o Zidane (19 anos) corre por fora, pois ele se destacou na Terceira Divisão de 2017, atuando pelo Verê. “Ele chegou para integrar o grupo. Está no mesmo nível, com possibilidade de ser aproveitado tanto no profissional quanto na base”, explica Dida.