Guarapuava, 18 de setembro de 2019
Economia

Entre as dicas de passeio por Pitanga, o portal desenvolvido pela E-Paraná Comunicação menciona o Mirante, onde o Centro do Estado do Paraná está identificado. Lá encontra-se a vista panorâmica da cidade

-

“A Capital do Centro do Paraná”. Assim, Pitanga é chamada no Viaje Paraná, site criado pela E-Paraná Comunicação.

Localizado na região central do Estado, o município pitanguense é um dos 111 destinos turísticos paranaenses listados pela plataforma na internet (CLIQUE AQUI).

O objetivo da iniciativa é destacar os principais atrativos de centenas de cidades do Paraná. Uma delas é Pitanga.

“Pitanga, nome de origem tupi, significa o fruto da pitangueira”, diz o texto de apresentação do projeto. “O povoamento da Serra de Pitanga, como era chamada, decorreu de fatos isolados, levados a efeito por diversos grupos”.

Segundo o site, Pitanga tem 32.645 habitantes (dados do IBGE). É vizinho dos municípios de Santa Maria do Oeste, Manoel Ribas e Boa Ventura de São Roque, Pitanga está a 337 km de Curitiba e a 78 km de Guarapuava, a maior cidade nas proximidades.

O Viaje Paraná reúne os lugares mais visitados de Pitanga: Marco Geodésico; Praça da Igreja Matriz; Praça do Redondo; e Parque do Lago.

Por exemplo, o Monumento do Marco Geodésico é um dos principais pontos turísticos de Pitanga. A inauguração marca o reconhecimento do município como o Marco Geodésico Histórico do Paraná. O status foi reconhecido por lei. Desta forma, turistas podem conhecer onde fica o Centro do Paraná.

Já o Museu Municipal Francisco Bobato fica localizado justamente ao lado do Marco Geodésico. O acervo reúne peças que remetem à origem e evolução de Pitanga.

PASSEIO

Entre as dicas de passeio por Pitanga, o portal desenvolvido pela E-Paraná Comunicação menciona o Mirante, onde o Centro do Estado do Paraná está identificado. Lá encontra-se a vista panorâmica da cidade.

Sem contar a rota Caminhos do Peabiru. Conhecido como Graminha Amassada ou Gramado Amassado na língua tupi, a trilha encontra-se no meio da mata virgem, ligando o litoral brasileiro à Cordilheira dos Andes, no Peru. Antigamente o grande trajeto era feito por índios e tropeiros, porém, hoje há apenas alguns vestígios do que realmente era o Caminho de Peabiru.

E, por fim, outra opção de passeio é a Caminhada Internacional na Natureza. São 12 km de belezas naturais. O circuito passa por cachoeiras, pontos históricos e culturais de Pitanga.

Cachoeira das Andorinhas (Foto: Prefeitura de Pitanga)

GASTRONOMIA

O site recomenda dois pratos típicos de Pitanga: quirera e virado de feijão.

Nesse sentido, outro atrativo é o FestCentro, que é a maior festa da região Central do Paraná. A festividade reúne shows, Feira do Comércio, rodeio, praça de alimentação e barracas com comidas típicas.

Isso sem contar os esportes radicais praticados nas cachoeiras em Pitanga, como por exemplo, em Santo Andorinhas, na localidade Borboleta Abaixo, de propriedade particular, onde é possível praticar o rappel.

PROJETO

A intenção do Viaje Paraná é disponibilizar, até o final de 2019, informações sobre os 283 destinos com potencial turístico em território paranaense.

As cidades fazem parte do Mapa do Turismo Brasileiro criado pelo Ministério do Turismo para apontar, com base em uma série de critérios, as cidades do País com estrutura para receber visitantes.

Veja Também