Guarapuava, 20 de abril de 2019
Segurança

Na manhã desta quinta-feira (21), os policiais cumpriram um mandado de busca e apreensão na residência do jovem, que mora no bairro Boqueirão

-

A Polícia Federal de Guarapuava cumpriu, na manhã desta quinta-feira (21), um mandado de busca e apreensão na residência do jovem Nicolas Lacheski, que entrou e gravou um vídeo para o seu canal no Youtube na Escola Municipal Raul Henrique Lupatelli, no bairro Boqueirão.

Em nota divulgada à imprensa, a PF afirmou que recolheu computadores, celulares, mídias e uma pequena quantidade de maconha no local.

As autoridades apontam que o rapaz precisou se esclarecer porque teria tentado invadir o sistema de internet da delegacia da PF em um outro vídeo gravado no dia 8 de março, representando “evidente desprestígio à instituição policial”. Ou seja, não há relação com a gravação na unidade de ensino.

Devido ao porte de drogas, o jovem precisou assinar um termo circunstanciado.

RELEMBRE

No dia 15 de março, Nicolas publicou um polêmico vídeo em seu canal no Youtube. Dando a entender que havia invadido a Escola Municipal Raul Henrique Lupatelli, o jovem retirou seu irmão de uma aula, levou o menino para uma sala e o gravou enquanto jogava Counter Strike (um jogo de tiro popularmente conhecido como “CS”).

Ascom/PF

Com repercussão imediata, a publicação causou polêmica e indignou a comunidade escolar, devido à facilidade com que Nicolas entrou na unidade de ensino.

Entretanto, em nota, a Secretaria de Educação e Cultura ressaltou que o jovem não invadiu a escola e que ele é conhecido de professores e funcionários, já que é um ex-aluno.

“Na ocasião, para adentrar ao estabelecimento, solicitou aos funcionários da portaria a permissão para conversar com a professora de seu irmão e a essa, disse que por motivos urgentes, necessitava se ausentar momentaneamente com ele”, explicou a pasta em nota.

Veja Também