Guarapuava, 09 de dezembro de 2019
#curta!

Superprodução infanto-juvenil será encenada no Centro Cultural Mathias Leh, no distrito de Entre Rios. Turnê estadual tem aval do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura do Paraná (Profice)

-

Guarapuava recebe a turnê estadual da ópera “João e Maria”, que será encenada nesta quarta-feira (16 outubro), às 14h30; e na quinta-feira (17), às 14h30 e 19h30, no Centro Cultural Mathias Leh, na Colônia Vitória, Distrito de Entre Rios.

A preços populares, os ingressos podem ser adquiridos CLICANDO AQUI.

Superprodução composta por uma grande equipe de profissionais das artes cênicas (cantores, músicos, bailarinos e técnicos), João e Maria destina-se, especialmente, ao público infanto-juvenil, a partir dos cinco anos de idade. No entanto, a ópera vem encantando pessoas de todas as faixas etárias e classes sociais, há seis anos.

O staff artístico e técnico aporta no Centro Cultural Mathias Leh sob aclamação de plateias, que lotaram teatros desde o início da turnê, em setembro. “A montagem atende a famílias inteiras. O propósito principal é formação de plateias, desde a tenra idade. Através de ações bem planejadas, trabalhamos a concepção de que a ópera não é uma arte inacessível. Os resultados são surpreendentes”, informa Salete Cercal, importante produtora executiva do Paraná.

Ela é fundadora e dirigente da Cia. Ditirambo Eventos Culturais, promotora da ópera João e Maria. Viabilizada pelo Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura do Paraná, o Profice, a circulação, iniciada em setembro, tem o apoio cultural da Copel, Havan e Nutrimental. Desde a estreia, em 2013, em palcos curitibanos. a montagem foi aplaudida por 10 mil espectadores.

Para cativar o público infanto-juvenil, em especial, a produção do espetáculo promoveu ações didático-pedagógicas voltadas à inclusão cultural ao universo operístico. A principal delas: o workshop preparatório No Mundo da Ópera, oferecido às escolas e instituições - públicas e particulares - previamente agendadas, que obtiveram pacotes promocionais. Totalmente grátis, a atividade antecede a ida ao teatro.

Com lotações esgotadas, Londrina foi o ponto de partida da turnê estadual e passou por Cascavel. Após Guarapuava, a montagem prossegue para Ponta Grossa e Maringá.

EFEITOS ESPECIAIS, CANTOS E LEGENDAS EM PORTUGUÊS

Um impressionante aparato artístico e técnico será empregado para narrar o clássico conto alemão dos irmãos Grimm (Jacob e Wilhelm), publicado em 1812, sob o título Hänsel und Gretel. Efeitos especiais e legendas em português são alguns recursos cênicos utilizados para contar a história dos irmãos João e Maria, que, num belo dia, vão colher amoras na floresta e, para não se perderem do caminho de casa, espalham migalhas de pão no chão.

A trilha, no entanto, serve de comida aos passarinhos. Na tentativa de retornar ao lar humilde, os irmãos se defrontam com uma casa feita de doces, onde mora uma bruxa.

Convidados a entrar, João e Maria fartam-se de guloseimas e são mantidos reféns. Era uma emboscada. A bruxa queria devorá-los. Após muitas aventuras e espertezas, compartilhadas com o público, os irmãos conseguem se livrar.

A empatia é estabelecida imediatamente com a plateia. Leveza e humor contornam o espetáculo, com tradução e adaptação da educadora musical Lúcia Vasconcelos Jatahy, responsável também pela direção artística. A versão em ópera é de autoria do compositor alemão Engelbert Humperdinck (1854-1921).

(Foto: Assessoria)

HISTÓRIA ADAPTADA À REALIDADE BRASILEIRA

Na recriação do libreto em português, as aventuras de João e Maria foram transpostas à realidade do sertão brasileiro, com inserções de elementos folclóricos como as parlendas (versinhos rimados) e brincadeiras infantis. A intenção é sensibilizar a plateia para questões sociais de nosso País, como a miséria e a fome.

“A montagem contempla uma questão mais abrangente ao ser humano: a solidariedade. Ou seja, promove uma visão sensível do outro, estimula a empatia e a humanidade. O fato de se passar no Sertão Nordestino tem a ver com a própria natureza da obra original, que tem um caráter forte nacionalista”, afirma Lúcia Vasconcelos Jatahy.

Segundo a educadora musical, a idealização da ópera surgiu em seu doutorado em Canto pela Unicamp, em 2012.Mais especificamente durante pesquisa sobre Tradução para Performance Vocal. Luiz Néri Pfützenreuter e Jul Leardini assinam, respectivamente, as direções musical e cênica da versão paranaense da ópera João e Maria.

A consagração de crítica e público ocorreu em 2017, com a segunda temporada da ópera no histórico Teatro Guaíra, na capital paranaense. As encenações ocorreram entre os meses de maio e junho. Em outubro daquele ano, João e Maria foi um dos destaques do Festival de Ópera de Curitiba.

SERVIÇO

Ópera “João e Maria”.

Encenações: Dia 16 de outubro com sessão às 14h30. Dia 17 de outubro com sessões às 14h30 e às 19h30.

Local: Centro Cultural Mathias Leh, na Colônia Vitória, Distrito de Entre Rios, em Guarapuava

Endereço: Avenida Michael Moor, 1951

Duração: aproximadamente 80 minutos.

Classificação: livre, com indicação para crianças acima de cinco anos.

Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia entrada).

Ingressos à venda: www.aloingressos.com.br

Pacotes promocionais e adesões instituições de ensino: [email protected]

Assessoria de Imprensa: Antônio Mariano Júnior/ (43) 99987.0698(Whats)

Realização: Ditirambo Eventos Culturais

(Foto: Assessoria)

FICHA TÉCNICA

Elenco/cantores: Márcia Kaiser (Maria), Renata Bueno (João), Paulo Barato (pai) e Vanessa Rafaelly (mãe), Lúcia Jatahy (Bruxa).

Músicos: Luiz Néri Pfützenreuter (piano), Fabrício Ribeiro (flauta/flautim), Maurício Soares (clarineta/clarone), Kiko Vargas (contrabaixo), Luiz Fernando Diogo (percussão).

Bailarinos: Larissa Sanches, Emilly Anne e Mário Gilberto.

Iluminação: Rodrigo Ziolkowski

Cenários e Figurinos: Paulo Vinícius

Cenografia: Fábio Dombroski

Maquiagem/caracterização: Marcelino de Miranda

Programação Visual: Alessandro Dutra

Promoter e produção adjunta: All Janeiro

Diretora de Produção: Rozana Percival

Workshop preparatório "No Mundo da Ópera": Rozana Percival e Ariane Mafra

Fotografia (crédito obrigatório): Juliano Cercal

DIRETORES

Coordenação Geral/Produção Executiva: Salete Cercal

Direção artística, tradução/adaptação e libreto: Lúcia Vasconcelos Jatahy

Direção musical: Luiz Néri Pfützenreuter

Direção cênica: Jul Leardini

Sobre a turnê estadual: A ópera “João e Maria” tem incentivo do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura/PROFICE e conta com o apoio das empresas Copel, Havan e Nutrimental.

Veja Também