Guarapuava, 17 de December de 2018
Segurança

A transferência para o Complexo Médico Penal de Pinhais foi autorizada pelo Depen nesta terça-feira (24)

-
Em depoimento, Luis Felipe nega ter matado a sua esposa (Foto: Reprodução)

O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-PR) autorizou na manhã desta terça-feira (24 de julho) a transferência do professor Luis Felipe Manvailler para o Complexo Médico Penal (CMP) de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Ele é suspeito da matar a sua esposa, a advogada Tatiane Spitzner, na madrugada do último domingo (22).

A defesa de Manvailler disse, em nota, que “os fatos ainda não são claros”, mas que a verdade será buscada. “É papel da defesa ajudar na elucidação do que realmente aconteceu naquela madrugada”, ressaltou o advogado Claudio Dalledone Júnior.

A transferência deverá ser feita na próxima quinta-feira (26 de julho).

INVESTIGAÇÃO

O delegado Bruno Miranda Maciozek, responsável pela Delegacia da Mulher de Guarapuava, assumiu as investigações do caso e afirmou, em uma coletiva de imprensa, que trabalha com a hipótese de feminicídio.

“A versão apresentada por ele [Manvailler] é que ela [Tatiane Spitzner] teria pulado da sacada do apartamento. Essa versão é contestada por informações preliminares que dão conta de uma discussão e até agressão por parte dele, anterior à morte da moça”, disse Maciozek. Em depoimento, Manvailler negou ter matado Tatiane.

Luis Felipe foi preso em flagrante no município de São Miguel do Iguaçu, e atualmente está preso preventivamente.

Marcas de sangue na calçada do prédio em Guarapuava (Divulgação/Polícia Civil)

O delegado ainda afirmou que imagens das câmeras de segurança do prédio mostram o suspeito agredindo a vítima. “Estavam ambos evidentemente alterados, há informações que ambos haviam ingerido bebidas alcóolicas, ela se debatia e ele a agredia também”, completou.

CRIME

Tatiane Spitzner morreu na madrugada do último domingo (22 de julho), após cair do 4° andar de um prédio na região central de Guarapuava. O seu corpo foi encontrado dentro do seu apartamento, mas marcas de sangue mostram que após a queda ela foi carregada pelo suspeito.

Manvailler fugiu com o veículo da vítima e foi detido após se envolver em um acidente de trânsito na BR 277. Ele foi encontrado enquanto andava pela rodovia nas proximidades de São Miguel do Iguaçu, possivelmente com o objetivo de chegar até Foz do Iguaçu e fugir para o Paraguai.


Veja Também