Guarapuava, 18 de setembro de 2019
#curta!

Durante esta quinta-feira (6), uma audiência pública foi realizada na “terra do lobo bravo” para compreender as demandas culturais da macrorregião Centro-Sul

-

Uma audiência pública movimentou o campus Santa Cruz da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) durante esta quinta-feira (6). Representantes dos municípios da macrorregião Centro-Sul vieram à “terra do lobo bravo” para apresentar suas principais demandas na área da Cultura.

Na avaliação do escritor Norbert Heinz, que representa Guarapuava no Conselho Estadual de Cultura (Consec), a adesão do público foi positiva, o que representa um engajamento dos municípios na área.

Ele relata que no último edital do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura do Paraná (Profice), apenas 2% dos projetos vieram da macrorregião Centro-Sul. A audiência pública, dessa forma, foi um primeiro passo para elevar esse número.

“Eu estou bastante feliz com o resultado dessa audiência. Estávamos preocupados com a vinda do público, mas a quantidade de inscritos foi bem grande”, diz Heinz.

Nesse ponto, a superintendente de Cultura do Paraná, Luciana Casagrande Pereira, ressalta que além do Profice, será aberto um edital para projetos audiovisuais no próximo semestre, totalizando um investimento superior a R$ 40 milhões.

“Eu acho que é um momento promissor. A cultura está fortalecida”, diz, acrescentando que neste ano foram mantidos todos os projetos da pasta, que foi unida à Comunicação Social. “Estamos olhando para o Paraná. Essa é uma diretriz do nosso governador”, completa, pontuando que o objetivo da audiência foi ouvir as demandas regionais para criar políticas públicas.

A superintendente ainda afirma que o governo compreende que cada região possui suas especificidades, e que por isso é relevante manter um trabalho in loco. “Não adianta ficarmos em Curitiba imaginando o que é importante para Guarapuava”, diz, ressaltando que esse contato é fundamental na elaboração de novas políticas públicas para a área.

A superintendente de Cultura do Paraná, Luciana Casagrande Pereira, participou do evento em Guarapuava (Foto: Coorc/Unicentro)

POLÍTICAS PÚBLICAS

Também representante da cidade no Consec, a secretária de Educação e Cultura, Doraci Senger Luy, ressalta que a reunião foi importante para ouvir artistas e produtores culturais da região.

“Muitas questões nós não temos a chance de fazer uma escuta do que os produtores, dentro de suas áreas, pretendem. Essa é uma oportunidade bastante expressiva”, afirmou.

Dentro das políticas desenvolvidas no município, Doraci cita a construção do Teatro Municipal e a restauração do Museu Visconde de Guarapuava como dois marcos para a região.

“Temos grandes propostas para implementar e fazer a aproximação com a classe artística”, diz, acrescentando que uma exposição itinerante do Museu Oscar Niemeyer (MON) virá para o município.

UNICENTRO

A chefe da Diretoria de Cultura (Dirc), Elizabete Lustoza, da Unicentro é categórica ao dizer que, ao lado da própria universidade, a cidade possui muitas produções e iniciativas culturais.

Aliado a isso, ela vê com bons olhos uma aproximação entre o que é feito no interior e em Curitiba, por exemplo. “Se você não discute, se simplesmente recebe pronto, é diferente de uma coisa discutida”, diz.

Veja Também