Guarapuava, 12 de dezembro de 2019
Cotidiano

A Secretaria de Saúde disponibiliza atendimento especializado em ostomia e investe na capacitação dos funcionários. É o que ocorrerá no dia 3 de dezembro, no Centro Universitário Campo Real.

-

A dona Tereza Krasniaki (72 anos) tem uma vida ativa que inclui limpar a casa, cozinhar, caminhar, dançar e a atividade preferida que é cuidar do jardim! A rotina intensa e saudável é uma grande vitória, pois aos 50 anos foi diagnosticada com um tumor no intestino grosso e o processo de ostomia foi a única opção para salvá-la.

“Fiquei muito doente, quando procurei ajuda o tumor já tinha se espalhado e tive que passar pelo tratamento. Quase achei que não tinha mais salvação, mas deu tudo certo! Saí de lá com a bolsa e o médico disse que era definitivo. Hoje estou acostumada, para mim é normal. Aprendi que tenho que me cuidar, tenho que aceitar, pois pelo menos com ela, eu posso fazer de tudo”, contou.

Assim como a idosa, dezenas de guarapuavanos trazem uma história de superação envolvendo a Ostomia. Segundo o Ministério da Saúde, o procedimento cirúrgico é realizado em um paciente quando se torna necessário construir um novo trajeto para eliminar a urina e as fezes, colocando-se uma bolsa coletora na parte de fora do corpo. No Brasil, o SUS (Sistema Único de Saúde) oferece cuidados e suporte necessário para estes pacientes. “Pelo SUS eu recebo as bolsas e posso agendar minhas consultas. Graças a Deus temos a quem recorrer, pois as bolsas são caras, seria um gasto que eu não conseguiria ter”, completou.

FUNCIONÁRIOS

A Secretaria de Saúde também disponibiliza atendimento especializado em ostomia e investe na capacitação dos funcionários. É o que ocorrerá no dia 3 de dezembro, no Centro Universitário Campo Real. As equipes de enfermagem de todas as UBS (Unidades Básicas de Saúde) do município receberão treinamento e os pacientes, orientações.

O evento será dividido em duas etapas, a partir das 8h30, a enfermeira Aline Rissato Pierkaski esclarecerá pacientes sobre dúvidas a respeito dos cuidados com o estoma e a pele. Já na parte da tarde, às 13h30, os profissionais se reunirão para ouvir uma palestra com instruções para o acompanhamento destes pacientes, desde a diferenciação sobre os tipos de estomas (orifícios), as complicações e cuidados, até o manuseio dos equipamentos e adjuvantes (medicamentos pra dor) usados no tratamento.

SERVIÇO

Capacitação em Ostomia

Data: 2 de dezembro

Horário: Pacientes: 8h30 / Equipes: 13h30

Local: Centro Universitário Campo Real

Veja Também