Guarapuava, 20 de junho de 2019
Economia

Além de chegar diariamente à casa de muitos leitores, o jornal impresso também atende instituições e sindicatos do município, como é o caso do Sindicato Rural de Guarapuava, presidido por Rodolpho Botelho

-

O Correio do Cidadão, ao longo de suas mil edições, além do seu quadro de assinantes, sempre manteve uma relação estreita com as instituições da comunidade guarapuavana, que recebem diariamente as edições deste tradicional impresso.

Um exemplo de parceria bem-sucedida é o Sindicato Rural de Guarapuava, que contribui com a produção de matérias sobre o setor do agronegócio, e publica com frequência editais nas páginas do jornal.

“É muito importante. O sindicato usa muito o jornal, e todos os nossos editais, de assembleias e convocações, são feitos no impresso”, explicou Rodolpho Botelho, que é presidente da instituição.

Ele ainda ressaltou que os jornalistas que atuam no sindicato encaminham releases que têm como assunto principal o agronegócio e o setor produtivo. “Eu acho que cada vez mais essas informações precisam ser levadas para a comunidade urbana, da importância do setor, com as nossas principais demandas, os principais gargalos. Isso pode ser discutido pela comunidade da melhor forma possível”, apontou.

Em sua avaliação, Botelho acredita que o Correio vem, ao longo desses últimos quatro anos, mantendo uma evolução constante em relação ao seu conteúdo, atingindo diferentes parcelas da população.

“Tem sido uma via de comunicação, um jornal que tem levado essas informações e essas demandas para o setor [produtivo], e isso ajuda no desenvolvimento da nossa região”, acrescentou o presidente.

SOS

Já para Leônidas Marcondes Ribas, que coordena o Serviço de Obras Sociais (SOS) no município, o impresso é importante não apenas para a prestação de contas da instituição - que publica, por exemplo, balancetes contábeis -, mas para que a entidade fique a par do que está acontecendo em Guarapuava e região.

“Temos esse veículo de comunicação, e tem nos servido [nos últimos anos]. Tem matérias boas, é um jornal com credibilidade”, ressaltou, pontuando que o SOS é assinante desde que o Correio veio para Guarapuava, em fevereiro de 2015.

“Estamos satisfeitos, porque atende às nossas necessidades. Temos [os serviços] que precisamos, além de ficarmos sabendo as notícias diárias”, finalizou.

Veja Também