Agricultura

Coordenador da área de Agrárias da Capes ministra palestras na Unicentro

A palestra reuniu professores e acadêmicos do Programa de Pós-Graduação em Agronomia da Unicentro
(Foto: Assessoria)

A Unicentro tem concentrado esforços para oferecer uma formação de excelência aos estudantes que passam pela instituição, seja como alunos da graduação ou da pós-graduação. Por isso, em busca de resultados cada vez melhores, foi realizada uma palestra com o coordenador da Área de Ciências Agrárias da Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível Superior (Capes), Luiz Carlos Federizzi.

“O objetivo é falar um pouco das perspectivas da área de Agrárias, os encaminhamentos, como é que nós temos que conduzir o trabalho e saber como a coordenação está enxergando o futuro da pós-graduação. É um momento de trocar essa experiência e caminhar no sentido correto do desenvolvimento das pesquisas e formar bons mestres e bons doutores”, explicou o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Unicentro, professor Marcos Ventura Faria.

Entre os assuntos, Federizzi abordou o contexto da pós-graduação no país e quais a perspectivas futuras da área. “Quais são só rumos que nós pensamos que ela deve tomar, aonde ela deve ir para que o pessoal da Unicentro comece a se preparar para a próxima avaliação. A ideia é trazer informações e ouvir as pessoas para saber por onde devemos caminhar e qual o caminho a área de ciências agrárias deve seguir, já que somos uma das maiores áreas da Capes”, disse o coordenador.

A avaliação a qual Federizzi se refere é realizada periodicamente pela Capes e estabelece o conceito de cada curso. Nela, são levados em conta, por exemplo, aspectos que se referem ao corpo discente do curso, ao corpo docente e à produção intelectual. Na última avaliação divulgada pela Capes, o Programa de Pós-Graduação em Agronomia obteve o conceito 4. “A pós-graduação em Agronomia está completando dez anos neste ano. O programa tem como área de concentração a Produção Vegetal e duas linhas de pesquisa. Uma delas é o ‘Manejo de Grandes Culturas’ e, a outra, ‘Horticultura’. Durante esses anos, temos um total de 165 dissertações defendidas e 3 teses de doutorado. Isso mostra que, realmente, nesses 10 anos, o nosso grupo, o nosso programa amadureceu bastante”, ponderou a coordenadora, professora Cacilda Rios Faria.

O reitor da Unicentro, professor Aldo Nelson Bona, que também participou da palestra, ressaltou que essa conversa com o coordenador da Capes colabora para que os programas da instituição busquem conceitos cada vez melhores. “Diálogos como esses são fundamentais porque podem dar a dimensão ao corpo docente e ao corpo discente sobre o comprometimento necessário de cada segmento para o desenvolvimento e o crescimento do programa. A qualidade da pós-graduação não se faz só com a infraestrutura física, não se faz só com o quadro docente ou discente. É a soma, é o conjunto, onde que cada um tem o seu papel dentro da perspectiva do trabalho corporativo para a excelência”, ressaltou.

Federizzi também ministrou palestra no Campus de Irati. Lá, a conversa foi destinada aos professores, mestrando e doutorandos ligados ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais.