Guarapuava, 12 de novembro de 2019
#curta!

O evento vai ser realizado neste domingo (13), no Parque do Lago. Além da homenagem a Laskouski, que morreu na última segunda (7), os cantores Roberto Küster e Willian Taylor, a banda Palhetas Perdidas e DJ Juninho Bill se apresentam no 'deck cultural'

-

Cultural e criativo: adjetivos atribuídos ao cenário montado no próximo domingo (13), na 3ª edição do evento ‘Sounday’ realizado no deck do Parque do Lago.

Os mesmos adjetivos frequentemente eram atribuídos ao comunicador Jonas Laskouski (41), que morreu na última segunda-feira (7 de outubro), após complicações em seu estado de saúde.

O proprietário do portal ‘Se Liga, Guarapuava’ tratava de um caso de neurotoxoplasmose no Hospital São Vicente de Paulo, e estava internado há cerca de um mês. (CLIQUE AQUI)

O grupo de organizadores decidiu homenagear postumamente Laskouski, que em vida, trazia em seus textos os relatos de um aficionado pela música e produções locais.

IDEIA

A ideia veio de um dos organizadores do 'Sounday', DJ Maciel Rodrigues. “Todos no grupo de organizadores que temos no Whatsapp aplaudiram a ideia do Maciel. A gente está bem otimista para prestar essa homenagem, porque era uma pessoa que fluentemente falava da música de Guarapuava, dos músicos de Guarapuava e o que a gente tem de melhor aqui na cidade. A gente está muito satisfeito em prestar esta homenagem à este grande comunicador, jornalista, que a nossa cidade perdeu”, afirmou o organizador Jeffersom Pelé.

ATRAÇÕES

A tarde no deck vai contar com apresentações do DJ Juninho Bill, os cantores Roberto Küster e Willian Taylor e a banda Palhetas Perdidas. O grupo Capoeira Brasil e o artesanato indígena Tembiapo, da ONG Outro Olhar também estarão presentes.

(Foto: Reprodução / Divulgação)

PREPARAÇÃO

O jovem Roberto Küster (20 anos), que já esteve presente no cenário nacional e internacional da música, retorna à Guarapuava para a apresentação. “Vai ser algo mais íntimo. Vai ser como um pocket show, não vai ser algo muito longo, mas eu vou fazer mais um acústico, voz e violão. Na minha opinião, combina com o momento: a galera com o tererê, chimarrão. É algo bem para curtir o momento”, afirma o artista.

Roberto começou sua carreira ainda criança, e com o convite feito pela equipe do 'Sounday', relembrou dos momentos em que deu início aos seus shows. “É legal porque uma das primeiras vezes que eu me apresentei em Guarapuava, a primeira vez, eu tinha 10 anos, em um recital na Angelsom. Mas acho que a segunda, terceira vez em que eu me apresentei, quando eu era pequeno, foi nas Tardes Musicais do Lago, organizadas pelo Mauro Biazi. Esse convite me lembrou muito desta época, essa ideia do 'Sounday'”, ressalta.

TRABALHOS

Küster está esperançoso com o lançamento do próximo trabalho autoral, que deve chegar em novembro. "A gente gravou um álbum durante dois anos, mas vamos lançar um ou dois singles, para podermos trabalhar melhor elas. Talvez venha um terceiro single, e aí vem todo o restante do álbum. O trabalho está bem bacana, as expectativas estão lá em cima, porque realmente foi um trabalho que demorou bastante, mas que foi feito com muita qualidade”.

O trabalho é, atualmente, o maior orgulho de sua carreira. Gravando com profissionais que já tocaram com artistas mundiais como John Mayer, o jovem está otimista com o novo álbum. "A minha maior conquista e realização foi chegar a produtores dos Estados Unidos e São Paulo, e ir para Nashville gravar. Desde que eu comecei a compor minhas músicas, sempre tive na cabeça que eu queria fazer algo a nível mundial, algo muito bom mesmo”.

INSPIRAÇÃO

A relação com a música tem uma longa história, e veio desde criança. "Meu pai tocava violão, minha mãe falava que quando estava grávida de mim ela ouvia muita música, e minha família sempre foi muito musical. Ninguém chegou a ir para o lado profissional da coisa, mas todo mundo tocava violão, sabia algum instrumento ou gostava muito de música. Eu acho que isso acabou me influenciando desde pequeno", ressalta.

A inspiração para a música veio de berço. (Foto: Reprodução / Arquivo pessoal)

EVENTO

Para Pelé, a 3ª edição do 'Sounday' promete atrair um público maior e dar ainda mais forma ao evento, que vem se consolidando a cada mês. 

“O evento já se criou, ele já está andando por si próprio. A gente vê esse crescimento na galera que está participando, nas bandas, na organização do Sounday. A gente está impressionado com isso, e creio que gradativamente esse crescimento vai tendo suas bases ancoradas ainda mais. A gente ‘tá’ feliz com o resultado que o Sounday ‘tá’ dando. Logo ele vai estar bem do jeitinho que a gente pensou e planejou”.

Na primeira edição do Sounday, famílias aproveitaram para fazer piquenique e curtir as atrações musicais daquele dia (Foto: Ágata Neves)

Roberto Küster ressalta que o evento serve como incentivo aos talentos guarapuavanos, pois valoriza a arte local. “Eu acredito que eventos assim são super importantes para valorizar os músicos de Guarapuava e região, os talentos que nós temos aqui, que são muitos. É bom ter esse espaço, dar esse espaço para os músicos poderem mostrar seus trabalhos, tudo aquilo que eles vêm fazendo na cena musical”.

A atividade tem início a partir das 14h30, no famoso deck do Parque do Lago. Familiares e amigos podem aproveitar o espaço para curtir o momento de lazer, aproveitando a arte feita no município.

Veja Também