Esporte

Batel inicia preparação à Segundona 2018

Na manhã desta terça-feira (9), o elenco rubro-negro fez o seu primeiro treinamento sob o comando do técnico Marcelo H. do Ó
Batel estreia em casa no dia 14 de fevereiro (Foto: Ilustrativa/Arquivo/Correio)

A Associação Atlética Batel (AA Batel) iniciou na manhã desta terça-feira (9) a preparação para a estreia no Campeonato Paranaense da Divisão de Acesso 2018, a popular “Segundona”. A comissão técnica e os jogadores já fizeram a primeira sessão de treinos no Estádio Waldomiro Gelinski (WG), na Baixada.

Segundo o técnico batelino Marcelo H. do Ó, o elenco vem sendo montado aos poucos, mas com o compromisso de fazer uma equipe competitiva. “Faltam pelo menos cinco peças para fechar o elenco”, diz, em entrevista ao CORREIO. “Atletas já vêm sendo monitorados desde o final do ano passado. Usamos a tecnologia para compensar o pouco tempo de trabalho. Todos eles se apresentaram em boas condições físicas”.

O “professor” Marcelo descarta a parceria com grandes clubes do Estado para emprestar jogadores ao Batel. “Jogadores vêm sem compromisso com o clube a cidade”, avalia.

Até aqui, o plantel 2018 do Batel é formado pelos seguintes jogadores: João Murilo, Adir, Baiano, Sobenko, Tiago e Robson (goleiro), que são da “casa”; da base, tem Magnum, Renan Diego e Breno; e, dos que vieram de fora, aparecem Anderson, Marcelinho Araxá e Anderson Testa (goleiro).

AMISTOSOS

Com pouco tempo até a estreia na “Segundona”, o time batelino não deve fazer amistosos preparatórios. Na avaliação do técnico batelino, o período impossibilita até mesmo conseguir adversários, pois os times da Primeira Divisão já estarão em campo no Paranaense 2018. “Provavelmente um jogo-treino antes da estreia”.

Aliás, o primeiro jogo do rubro-negro na Segundona 2018 será no próximo dia 10 de fevereiro (um sábado), em Paranavaí, contra o time da casa no Estádio Waldemiro Wagner, às 16h30.

Pela segunda vez seguida, Marcelo H. do Ó comandará o Batel (Arquivo/Correio)

Campeão paranaense da Primeira Divisão de 2007, o Vermelhinho costuma ser um adversário difícil. No ano passado, o time do Noroeste disputou a “Segundona” e quase chegou às finais, que foram decididas por Maringá FC e CE União. Inclusive, estes dois clubes conseguiram o acesso e disputam a elite do futebol paranaense em 2018.

“O Paranavaí é forte candidato ao acesso, pois vem com uma grande estrutura”, diz o “professor” batelino. Além do Vermelhinho, Marcelo aponta o Operário (Ponta Grossa) e o PSTC (Cornélio Procópio) como favoritos ao acesso.

EXPECTATIVA

Em 2017, Marcelo H. do Ó esteve à frente da boa campanha batelina na “Terceirona”, terminando a competição em 3º lugar. O acesso veio a partir de um convite da Federação Paranaense de Futebol (FPF) – o J. Malucelli não se inscreveu e abriu uma vaga.

Para este ano, o treinador diz que a comissão técnica do rubro-negro de Guarapuava quer realizar um bom campeonato, contando com uma equipe aguerrida e competitiva. “Somos azarão, mas se deixarem a gente belisca”.

CASA

Pelo Paranaense 2018, o Batel estreia em casa já na segunda rodada, quando enfrentará o Andraus Brasil no WG, às 16h30, no dia 14 de fevereiro (quarta-feira).