Guarapuava, 26 de janeiro de 2020
Esporte

A partida é a principal atração esportiva de uma tarde marcada por festa e futebol arte no Estádio Waldomiro Gelinski. Em campo, o público verá craques que passaram por grandes times do Brasil e da Europa

-

A programação de aniversário dos 200 anos de Guarapuava chega ao ápice a partir deste sábado. Pudera, o feriado comemorativo é nesta segunda-feira (9 dezembro), quando o maior município do terceiro planalto paranaense sopra velinhas.

No campo esportivo, a principal atração é o amistoso entre Selecionado Máster do Brasil e Batel Máster, na tarde deste sábado (7 dezembro), no histórico Estádio Waldomiro Gelinski (WG). O campo que viu grandes jogos do Rubro-Negro da Baixada será palco também do toque refinado de craques do passado.

O time visitante vem escalado com Robson no gol; Mauro Galvão e Toninho Carlos na zaga; César Prates e Ednelson nas laterais; meio de campo com Axel (volante), Flávio Conceição (volante) e Marcelinho Carioca (meia); e o ataque formado por Edílson Capetinha, Túlio Maravilha e Macedo.

Os portões do WG serão abertos às 12h30, pois não é apenas uma partida amistosa. O evento é para os guarapuavanos se divertiram antes, durante e depois do jogo.

Segundo a programação, o estádio será palco dos shows de Marina Taques e Lucas Horst, a partir de 13h30. A partida entre as duas equipes de máster está programada para 15h30. Por volta de 16h30, ocorrerá um leilão de camisas autografadas pelo Selecionado.

SELEÇÃO

Do lado do Selecionado brasileiro, o público poderá ver e rever uma verdadeira constelação de craques que pisaram nos gramados nacionais e internacionais, principalmente nos anos de 1990/2000.

Não por sinal, o gol será defendido por Robson, que foi vice-campeão brasileiro pelo Santos em 1995. Ele era reserva de Edinho, o filho do Rei, naquela final histórica “em preto e branco” contra o Botafogo de Túlio Maravilha.

Aliás, o Alvinegro da Vila era dirigido pelo técnico Cabralzinho e tinha Giovanni, o Messias, no comando do time em campo. O elenco ainda contava com Robert, Jamelli, Marcelo Passos, Camanducaia, entre outros.

Outro jogador que se destacou nos anos de 1990 é o paranaense Ednelson. No Paraná Clube, ele fez parte da geração que levou o clube curitibano ao êxtase, dominando o campeonato estadual por quatro anos seguidos e se tornando um time conhecido em todo o Brasil ao conquistar a Série B e figurar na elite nacional. Em 1995, Vanderlei Luxemburgo foi contratado como técnico do Paraná.

À sua época, o lateral Ednelson também passou por Remo, Criciúma, Inter de Limeira, Malutrom e o Operário de Ponta Grossa.

Já Flávio Conceição brilhou com a camisa do Palmeiras, na Europa e na Seleção Brasileira. Ele ajudou o time de Parque Antártica a faturar uma Copa Rio-São Paulo, dois Campeonatos Paulista e um Campeonato Brasileiro. Depois, se destacou no La Coruña e no Real Madrid.

ANOS 80

Além dos craques de 1990/2000, o Selecionado terá a presença de Toninho Carlos, zagueiro com técnica que jogou no mesmo time que Serginho Chulapa, na conquista do Paulista de 1984 pelo Santos.

O defensor também vestiu as camisas de Atlético-MG, Coritiba, times do interior paulista e a Seleção Brasileira.

INGRESSOS

Os ingressos (com entrada solidária) estão à venda pelo site kdmingressos.com.br (CLIQUE AQUI); ou em um dos pontos de venda físicos: KM Universitário, Box Universitário, American Club do Shopping Cidade dos Lagos e na Loja Oficial do Batel no Shopping Maria Antônia.

Os alimentos arrecadados serão doados ao programa Mesa Brasil do Sesc Paraná.

Veja Também