Guarapuava, 22 de setembro de 2019
#curta!

Disponível no Centro de Exposições do campus Santa Cruz da Unicentro até esta quinta-feira (12), a mostra conta com mais de duas dezenas de fotografias registradas ao longo de um ano pela artista

-

Rosas, orquídeas e outras flores captadas em detalhes estão organizadas na mostra “À flor da pele”, da professora e fotógrafa Márcia Regina Pawlas Carazzai. A visitação segue disponível até esta quinta-feira (12 setembro), no Centro de Exposições do campus Santa Cruz da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro).

Através de um contato próximo à natureza, Carazzai há quatro anos vem desenvolvendo sua prática na fotografia com um olhar singular, exemplificado nos mais pequenos detalhes das pétalas de uma rosa.

Em entrevista ao CORREIO, a fotógrafa relata que possui uma forte relação com o ambiente, e que as flores trazem uma beleza e uma leveza única, com todas as suas características.

“As cores, os perfumes… isso para mim nas flores deixa ainda mais evidente a força da natureza”, explica, acrescentando que as 22 fotos da exposição foram feitas ao longo do último ano em diferentes locais.

“A maioria eu fiz em casa, no jardim, embora nem todas essas flores sejam minhas”, disse, pontuando que também fotografou em outras residências e em parques.

FEMININO

No seu ponto de vista, há uma forte relação entre as flores e o ser mulher, como se uma pétala registrasse, tal qual a pele, as vivências e experiências de uma vida.

“Eu sinto que assim como a natureza, mulheres e homens são todos sagrados. E, para mim, as flores mostram nós mulheres enquanto sagradas”.

Essa percepção é presente em toda a mostra desenvolvida por Márcia. Por um lado, um pequeno botão pode representar uma menina que ainda está surgindo; uma flor desabrochando pode ser uma metáfora para a adolescência; e uma pétala murchando evidencia a velhice.

“As flores mostram tudo que nós passamos na nossa vida em experiências que ficam marcadas em nosso corpo, na nossa pele. Amores, dores, alegrias e tristezas, todas as experiências que nós vivemos ficam marcadas”, afirma a fotógrafa, que não esconde sua paixão pelas rosas e orquídeas.

A fotógrafa relata que possui uma forte relação com o ambiente, e que as flores trazem uma beleza e uma leveza única, com todas as suas características (Foto: Douglas Kuspiosz/Correio)

EXPERIÊNCIA

“À flor da pele” é a primeira exposição individual de Carazzai, que já expôs coletivamente com outros artistas. Em uma breve avaliação, ela vê com bons olhos a experiência, já que recebeu comentários positivos sobre seu trabalho.

“Eu fiquei bem feliz. As pessoas todas comentando, parabenizando e falando positivamente. Estou bastante feliz com o retorno que estou recebendo da exposição”, diz.

A tendência é que a mostra fique disponível até esta quinta (12) no campus Santa Cruz da universidade, e que posteriormente seja montada nos campi Cedeteg e Irati da instituição.

Enquanto isso, interessados em adquirir as obras da artista podem entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo Facebook (CLIQUE AQUI) e Instagram (CLIQUE AQUI).

Veja Também