Reforma do Joaquinzão será feita em três etapas, diz secretário

Em entrevista ao CORREIO, Milton de Lacerda Roseira Junior, o Miltinho, faz um balanço de sua gestão à frente da Secretaria Municipal de Esportes e Recreação de Guarapuava. Além do tradicional ginásio, o trabalho engloba reformas de outros espaços, ATIs, construção de pista de skate e campos sintéticos

Em breve, o tradicional Ginásio Municipal de Esportes Prefeito Joaquim Prestes, mais conhecido como Joaquinzão, estará revitalizado. Essa praça esportiva de Guarapuava passa atualmente por um processo de reforma promovido pela Prefeitura.

Ao CORREIO, o secretário municipal de Esportes e Recreação, Milton de Lacerda Roseira Junior, o Miltinho, explica que o trabalho é dividido em três etapas. A primeira delas já está na fase final. Trata-se de um serviço cujo foco é no reparo do telhado para sanar as goteiras. “Temos de aguardar essas chuvas fortes para acompanhar. Se ficou tudo ‘ok’; ou se tiver alguma pendência, a empresa responsável tem de ir organizando isso”, destacando que a obra está em 90%.

Dentro desse projeto, a parte administrativa terá ampliação nas dependências do Joaquinzão. Ou seja, aumento no número de salas para técnicos, depósito de material etc. Vale lembrar que o ginásio é sede da Secretaria comandada por Miltinho.

Já na segunda etapa, um projeto está sendo elaborado para o pórtico de entrada, com pintura interna e externa.

E na terceira etapa haverá a construção de mais um vestiário. “Para que tenhamos a opção de dois vestiários completos, masculino e feminino, para que quando uma equipe, nos jogos, entre, a outra já esteja podendo se preparar para entrar depois”, explica o secretário.

REFORMAS
Além do projeto no Joaquinzão, Miltinho diz que são feitas reformas em cinco ginásios, com recursos próprios do município: Santana, Cristo Rei, Vila Carli, Aquacentro e Vila Bela.

“Também dividimos por etapas. Fizemos uma reforma mais urgente: a parte de goteira, de telhado, alguns banheiros, alguma coisa na quadra”.

A segunda etapa pretende ser feita até o final do ano; mas é preciso aguardar o processo licitatório. A previsão é de mais melhorias, como, por exemplo, piso, pintura, quadra.

Joaquinzão é o principal ginásio do município (Foto: Ilustrativa/Secom)

SINTÉTICOS
Miltinho também revela o investimento na construção de campos sintéticos. São duas emendas dos deputados estaduais Artagão Jr. e Cristina Silvetri; e mais recursos próprios. “Seria uma parceria com a Polícia Militar”, diz o secretário municipal, destacando que a PM cedeu o terreno para construção de um campo sintético (em fase final) para funcionamento de escolinhas da comunidade.

Além de mais três sintéticos: Jordão (em fase final), Guará e Xarquinho (finalizando). “Para que nós tenhamos mais quatro locais de sintético para a comunidade poder participar também”, resume Miltinho.

ATI
Em relação às Academias da Terceira Idade (ATI), Milton Roseira Junior revela o projeto de uma unidade na região conhecida como Campo do Pavão. “Estamos com piso pronto para implantação de uma Academia da Terceira Idade ali, no Campo do Pavão, que é no Ginásio Prof. De Paula, no Alto da XV”, cuja previsão é até o final deste ano.

E mais duas ATIs, em fase de definição dos locais para sua implantação. Em resumo, serão no total três unidades até o final de 2021.

Secretário avisa que é expressamente proibido o uso das praças públicas para a prática coletiva, em Guarapuava (Foto: Arquivo/Correio)

SKATE
No momento, a Prefeitura está em processo de construção de uma pista de skate no Parque do Lago. Segundo Miltinho, esse equipamento público será um dos melhores do país, com sistema seguindo as determinações da Confederação Brasileira de Skate (CBS).

O prazo final para a obra é até o final do ano. “Mas vai ocorrer antes. Imagino de dois a três meses, dependendo do clima, do tempo”, diz Miltinho.

PANDEMIA
Com a adoção do sistema de bandeiramento por cores, Guarapuava está sob a bandeira laranja e, desse modo, não são permitidos os esportes coletivos. “Estamos com todos os equipamentos públicos, que se referem a jogos coletivos, escolinhas… enfim, estamos com todos eles parados”, afirma o secretário municipal.

Ele destaca que é expressamente proibido o uso dessas praças públicas para a prática coletiva. Os locais podem ser acessados apenas para atividade individual, mas com máscara. Inclusive, as escolinhas estão sem funcionamento.

“Montamos uma equipe específica da Secretaria de Esportes que está fazendo a fiscalização desses cerca de 25 sintéticos, sendo que três no interior: Entre Rios, Guará e na Palmeirinha”. Segundo ele, é um trabalho de conscientização e fiscalização, liberando a equipe geral da Prefeitura para ficar de olho em outros eventos, caso das baladas clandestinas.

OTIMISMO
Milton de Lacerda Roseira Junior analisa que o pessoal que trabalha com eventos e esportes está em compasso de espera, diante da pandemia. “Mas estamos muito otimistas de que com a vacinação e com todo esse trabalho, vamos conseguir voltar. E aí sim, aproveitarmos todos esses equipamentos, todos os eventos, as competições”.

Assim, segundo ele, toda a energia será canalizada para levar atrações à comunidade guarapuavana. “É o que todos querem”.

Ele destaca a importância da vacina, cuja oferta depende da chegada de doses enviadas pelo governo federal.