Procon de Guarapuava encontra diferença de até 52% entre preços de chocolate

A maior diferença de preços nos ovos de Páscoa chegou a R$ 14; O levantamento foi realizado entre os dias 11 e 15 de março.

O Departamento de Fiscalização e Pesquisa do Procon de Guarapuava fez uma comparação de preços de produtos para Páscoa, como caixas de bombons, ovos de Páscoa e tabletes de chocolates em 10 estabelecimentos comerciais, levando em conta marcas, tipos e modelos.

A partir disso, a maior diferença encontrada foi no chocolate Laka/ Diamante Negro de 90 g, com variação de até  52%. Enquanto em um estabelecimento o preço da unidade custava R$ 3,49, em outro, o valor chegava a R$ 5,29. Diferença de R$ 1,80 em valor absoluto.

Já entre os ovos de Páscoa, a maior diferença encontrada foi de 39%, no Ovo Ouro Branco nº. 20.  Em determinado comércio o preço encontrado foi de  R$ 49,90, enquanto em outro, de R$ 35,90, uma diferença de R$ 14,00.

Nas caixas de bombons, a maior diferença foi de 32%: na caixa da Nestlé o preço variou de  R$ 7,49  a R$ 9,85. Diferença de R$ 2,36.

O levantamento foi realizado entre os dias 11 e 15 de março. Além disso, só foram comparados os produtos encontrados em, no mínimo, três dos locais visitados.

ORIENTAÇÕES

A orientação da Coordenação do Procon de Guarapuava é para que o consumidor crie o hábito da pesquisa antes da compra, tendo atenção na hora da comparação de preços. Também é importante que o cliente esteja atento ao prazo de validade, a composição e o peso líquido do produto.

Produtos licenciados com personagens, em geral têm preço maior. Ovos de Páscoa que trazem brinquedos em seu interior devem apresentar em sua embalagem o aviso que no interior há brinquedo e a que faixa etária ele se destina, ou se for o caso, que não há restrição de idade.

FIQUE ATENTO

O brinquedo deve ter o selo do Inmetro em sua embalagem, identificação do fabricante ou importador (nome, CNPJ, endereço), instruções de uso e de montagem, quando for o caso,como eventuais riscos que possam apresentar à criança.

(Reportagem: Prefeitura de Guarapuava, Secretaria de Comunicação/com revisão).